Faro

Corredor das urgências do Hospital de Faro com fim à vista

Criação de área de Decisão Clínica e obras de requalificação no Serviço de Urgência arrancam dia 19.

A imagem que durante anos tem estigmatizado o Hospital de Faro, com doentes internados em macas nos corredores do Serviço de Urgência Geral, está com os dias contados. 45 dias é o prazo estimado para a conclusão das obras de ampliação e requalificação que arrancam já no próximo dia 19 de novembro com vista a garantir melhores condições assistenciais para os utentes que acorrem a esta unidade de saúde.

Num ano em que o Hospital de Faro tem sofrido profundas transformações com a requalificação e redistribuição de serviços e áreas de apoio, o início das obras no Serviço de Urgência Geral e a criação de uma área de Decisão Clínica vem materializar um dos principais compromissos assumidos, no início deste ano, pelo Conselho de Administração liderado pelo Dr. Pedro Nunes – acabar com as macas acumuladas nos corredores das urgências.

A ampliação que agora se inicia corresponde a um acréscimo de 560m2 que, somados aos atuais 1180m2 do Serviço de Urgência, permitirão criar uma área de decisão clínica destinada a acolher e acomodar os doentes que, após passarem pela triagem de enfermagem e pela observação médica, aguardam o resultado de exames complementares de diagnóstico, a observação de especialistas ou eventualmente a transferência para um serviço de internamento.

O novo espaço, cujo investimento total ascende a cerca de 600 mil euros, está projetado para um formato de openspace, facilitador do ponto de vista da monitorização clínica, e terá uma capacidade de 26 camas, com possibilidade de individualização, às quais se somarão 9 postos de tratamento em cadeirões, que se poderão alargar a 12 em caso de necessidade, para os doentes que tenham que receber outros tipo de cuidados, como transfusões, aerossóis ou injetáveis, estando asseguradas as melhores condições de conforto.

Esta área de Decisão Clínica disporá ainda de 2 casas de banho para utentes, 1 com banho assistido, 1 vestiário para profissionais, 1 sala de equipamentos e 1 sala de apoio aos serviços de limpeza.

O doente agudo verá desta forma aperfeiçoados os seus circuitos de passagem e acomodação, procedendo-se de igual modo a uma redistribuição dos recursos humanos afetos ao Serviço, com a consequente reorganização do trabalho, numa ótica mais funcional, em conceito de equipa e focalizada no doente.

Também os doentes menos urgentes vão poder beneficiar de outras condições. A construção desta área de decisão clínica vai ainda permitir uma redistribuição mais eficaz dos espaços e a possibilidade de intervenção noutras áreas, como é o caso do balcão de enfermagem e do balcão de observação médica que vai dispor de 5 postos de observação individualizados e mais amplos.

Outra das alterações que agora vai ser possível concretizar é a deslocalização da Sala de Observações que será integrada na área de Decisão Clínica, libertando assim espaço para a instalação de uma Sala de Trauma, pela qual passarão todos os doentes politraumatizados e que funcionará em plena articulação com a Sala de Reanimação.

O prazo de conclusão das obras apresentado pela construtura (45 dias) deverá ser rigorosamente cumprido, de modo permitir o funcionamento em pleno das novas instalações já em janeiro de 2013, período de inverno onde se regista uma maior afluência e sobrecarga do serviço de urgência devido às complicações associadas à gripe.

HDF

Categories: Faro

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.