Andaluzia

Ayamonte e Vila Real de Santo António transformam-se em «Eurocidade»

eurocidade

Os municípios vizinhos de Vila Real de Santo António e Ayamonte (Espanha) tornaram-se, esta quarta-feira, dia 9, na primeira Eurocidade do Sul da Península Ibérica.

O protocolo de colaboração foi formalizado numa embarcação, em pleno Rio Guadiana, onde foram acordadas as primeiras linhas de atuação da nova Eurocidade, tendo em conta os laços históricos, culturais e comerciais das duas cidades.

A cerimónia contou com a presença do presidente da autarquia de Vila Real de Santo António, Luís Gomes, do presidente do Ayuntamiento de Ayamonte, António Rodríguez Castillo, do presidente da Eurorregião Alentejo-Algarve-Andaluzia, David Santos, do Secretário de Estado da Administração Local, Paulo Simões Júlio, da Secretária General da Ação Exterior da Consejería de Presidencia e Igualdad da Junta de Andaluzia, Dona Maria Sol Calzado Garcia, e do Delegado do Governo Andaluz em Huelva, Don José Fiscal López.

Destaque igualmente para a presença de inúmeras individualidades da região, entre as quais o presidente do Turismo do Algarve, Desidério Silva e o presidente da Câmara Municipal de Albufeira, José Carlos Rolo.

O rio Guadiana será o elo de ligação da nova «Eurocidade Ayamonte – Vila Real de Santo António», já que foi através desta via fluvial que se foram cimentando as relações entre as duas localidades e criando vínculos. Disso são exemplo a Ponte Internacional do Guadiana ou a travessia via ferry.

Estes elementos alusivos a Portugal e Espanha são a base da imagem do logótipo da recém-criada Eurocidade, cuja composição gráfica e cores representam a união ibérica de duas cidades irmãs e aliam a tradição ao futuro.

A criação da Eurocidade surge no âmbito do plano de atividades apresentado pelo Presidente da CCDR-Algarve, durante a II Reunião do Conselho da Eurorregião, quando assumiu a presidência da Eurorregião Alentejo-Algarve-Andaluzia, a 28 de setembro de 2012, em Sevilha, por um período de dois anos.

A Eurocidade Ayamonte – Vila Real de St.º António é um projeto que vai além da cooperação institucional e pretende o fortalecimento na ligação já existente entre os dois municípios, exemplificando um novo modelo de cooperação de segunda geração e promovendo a convergência económica, social, cultural, turística e ambiental entre as duas cidades.

O acordo ultrapassa mesmo as trocas comerciais e culturais e possibilitará aos habitantes de VRSA utilizar os equipamentos coletivos de Ayamonte, beneficiando das mesmas condições dos residentes daquela localidade espanhola, e vice-versa. Assim, o «efeito de fronteira» deixa de ser um inconveniente para se tornar uma oportunidade.

Para isso, está em estudo a criação do cartão do Eurocidadão, cujas vantagens deverão estender-se ao comércio tradicional, através de um conjunto de descontos e promoções concedidos aos portadores.

Para o presidente da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António, Luís Gomes, «mais do que um protocolo, a criação da Eurocidade é um instrumento importante para o desenvolvimento dos dois municípios e das suas populações, sendo igualmente o testemunho de uma nova geração de políticas locais».

Na cerimónia, realizada no porto de Ayamonte, o autarca português agradeceu ainda ao seu homólogo espanhol «a visão estratégica» demonstrada e que esteve na base da assinatura do acordo que «atenuará ainda mais os limites administrativos dos dois países».

O que é uma Eurocidade?

A «Eurocidade Ayamonte – VRSA» é exemplo de um novo modelo de cooperação que vai mais além da colaboração institucional e do somatório de simples programas e iniciativas, adotando uma nova visão de cidadania europeia.

O projeto visa a conjugação de esforços e recursos, através do planeamento e da gestão conjunta dos serviços e dos equipamentos dos municípios fronteiriços. As intervenções, dirigidas aos cidadãos, pretendem promover a convergência institucional, económica, social, cultural e ambiental entre as duas cidades que passam a utilizar o efeito fronteira como uma oportunidade de desenvolvimento territorial e sócio-económico.

Categories: Andaluzia, VRSA

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.