Albufeira

MCA apresenta Manifesto Programático

mca

MANIFESTO PROGRAMÁTICO

Albufeirenses

Todos conhecemos e sofremos com o estado a que os sucessivos governos do PS e PSD, ocasionalmente ajudados pelo CDS, conduziram o País, com o desemprego na casa dos 18% (mais de um milhão de desempregados), as falências em série, o obsceno nível de impostos, o IVA galopante, a queda no investimento, a emigração da nossa melhor juventude, o desespero dos reformados, o corte brutal nos ordenados e nos subsídios, etc.

Grassa a angústia e indignação entre as pessoas, com a total desconfiança nos partidos e nas instituições políticas.

Albufeira é um dos concelhos de Portugal com a maior a taxa de desemprego a nível nacional, resultado de uma prolongada falta de visão estratégica dos seus executivos municipais do PS e do PSD e que teve como consequência a falência financeira e operacional do Município.

A ausência de sentido de responsabilidade, rigor, seriedade nas propostas e bom senso na gestão corrente, tornou insustentável o equilíbrio financeiro no concelho já de si desprovido de alternativas de desenvolvimento sócio-económico.

Porque entendemos que neste momento não nos podemos agasalhar na nossa zona de conforto e devemos procurar a mudança, decidimos criar este MCA – Movimento de Cidadãos por Albufeira com o objetivo de desenvolver ações cívicas que motivem e criem esperança nas pessoas e que possam contribuir para mudar o atual estado de paralisação do Município.

Somos cidadãos iguais a tantos outros que nunca tiveram intervenção política direta e nunca se banquetearam à mesa do orçamento municipal mas cremos, como dever de cidadania, que neste momento é imperioso procurar mudar a situação em que se encontra Albufeira. Temos ideias próprias e defendemos práticas responsáveis na governação do Município.

Esta mudança passa pela oportunidade que se apresenta em Outubro com as eleições autárquicas onde, como objetivo, iremos apresentar as nossas ideias aos albufeirenses e propor, se for caso disso, listas de candidatura de cidadãos independentes para todos os sectores da governação autárquica.

O nosso plano de acão terá diversos âmbitos:

  • no plano nacional, em conjunto com a ANMI – Associação Nacional de Movimentos Independentes, iremos pugnar pela alteração da lei eleitoral para reduzir o número de deputados  da Assembleia da República, criação de círculos uninominais para que os eleitores conheçam os seus deputados e pelo fim das desigualdades de tratamento entre candidaturas dos partidos e candidaturas de movimentos independentes; exigir a restauração da Junta de Freguesia de Olhos d’Água aceitando, em contrapartida, a eliminação da Junta de Freguesia de Albufeira.
  • no plano regional iremos afirmar uma voz independente na defesa dos interesses de Albufeira como principal pólo de desenvolvimento do Algarve;
  • no plano municipal iremos, entre outros objetivos, desenvolver um plano estratégico a médio/longo prazo e elaborar o novo Plano Diretor Municipal; reduzir a burocracia e agilizar os procedimentos; reorganizar e motivar os serviços municipais para os dotar com a eficiência, eficácia e qualidade que devem ter ao serviço dos munícipes; acompanhar as iniciativas das associações desportivas, sócio-culturais e recreativas do Concelho; e apoiar ativamente os mais desfavorecidos.

E é para esta missão que reflete um novo horizonte de esperança e que, repetimos, entendemos como um imperativo cívico, e também porque acreditamos que podemos fazer a diferença, apelamos ao apoio de todos Albufeirenses.

Pelos membros fundadores

Amadeu Rodrigues (Coronel)

Carlos Vargas (Economista)

José Gracias Fernandes (Engº Civil)

Categories: Albufeira

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.