Desporto

Hugo Santos e António Rosado convocados para Circuito Britânico

A PGA DE PORTUGAL CRIOU UMA SELECÇÃO NACIONAL DE TRÊS JOGADORES POR TORNEIO QUE IRÁ DISPUTAR O JAMEGA PRO GOLF TOUR DE 2013 NO REINO UNIDO. OS CAMPEÕES NACIONAIS DE 2012 (SANTOS) E 2009 (ROSADO) ESTÃO GARANTIDOS. LIMA, CRUZ E HENRIQUES PODEM ENTRAR

Hugo Santos e António Rosado no Jamega Pro Golf Tour

Hugo Santos e António Rosado no Jamega Pro Golf Tour

 

Hugo Santos e António Rosado, respectivamente campeões nacionais de profissionais de 2012 e 2009, foram seleccionados pelo presidente da PGA de Portugal, José Correia, como os dois membros fixos do PGA Portugal Team, a selecção nacional de profissionais que em 2013 irá disputar o circuito britânico Jamega Pro Golf Tour.

O PGA Portugal Team é uma equipa com um máximo de três jogadores por torneio, constituído especificamente pela associação dos golfistas profissionais portugueses para disputar o Jamega Pro Golf Tour, um circuito satélite britânico, com duas dezenas de torneios realizados no Reino Unido. Integra o que poderíamos designar por uma quarta divisão do golfe profissional europeu e proporciona um primeiro passo na carreira de um jogador que passou de amador de alta competição a profissional. Embora com valores variáveis de semana para semana, “cada torneio tem cerca de 10 mil euros em prémios”, como explicou Garry Harris, o director desportivo do Jamega Pro Golf Tour.

«A PGA de Portugal garante aos jogadores do PGA Portugal Team a cobertura integral das despesas de deslocação, alojamento, alimentação e inscrição nos torneios do Jamega Pro Golf Tour. Embora a PGA de Portugal tenha uma parceria com o Jamega Pro Golf Tour para 60 convites por ano para portugueses, só três por jogadores estão abrangidos pelas regalias do PGA Portugal Team. Qualquer outro português, seja profissional ou amador de alta competição, que deseje jogar o Jamega Pro Golf Tour, poderá fazê-lo, basta contactar-nos, mas terá de custear a sua participação. Seleccionámos o Hugo Santos e o António Rosado, que irão jogar os cerca de 20 torneios e conversámos ainda com o Tiago Cruz e o Nuno Henriques. Mas o Tiago e o Nuno já estão no Pro Golf Tour (circuito alemão, uma terceira divisão europeia) e essa é a sua prioridade. De qualquer modo, temos vagas para eles se desejarem. Também o Filipe Lima, que joga o Challenge Tour (segunda divisão europeia) pode candidatar-se para preencher a terceira vaga da equipa», explicou José Correia, que irá viajar, sempre que possível, com a equipa nacional.

HUGO SANTOS N.º1 DA ORDEM DE MÉRITO BRITÂNICA

O circuito já arrancou, na semana passada, com o Open de Bowood, onde Hugo Santos foi 6º classificado (empatado) com 3 pancadas acima do Par, enquanto António Rosado integrou o grupo dos 16º posicionados com 7 acima do Par. A próxima competição, também em Inglaterra, será o Mill Green Open, nos dias 15 e 16 de Abril.

O circuito encerra com o Mentmore-Rosebery Open, a 16 e 17 de Setembro, mesmo na altura em que se inicia a Primeira Fase da Escola de Qualificação do European Tour (primeira divisão europeia). A Escola é o grande objectivo dos jogadores portugueses e, pela primeira vez na história do golfe nacional, irão chegar suficientemente bem rodados a essa fase qualificativa de acesso directo ao European Tour.

O Jamega Pro Golf Tour teve em Janeiro e Fevereiro, com um mini-circuito que poderíamos apelidar de preâmbulo, o chamado Swing Ibérico, com dois torneios em Espanha (Andaluzia) e um em Portugal, na Quinta do Vale (Algarve). Hugo Santos foi o vencedor dessa Ordem de Mérito (ranking) do Swing Ibérico, por ter sido campeão em La Monacilla e 2º classificado na Quinta do Vale e em Costa Esuri. O principal prémio para o nº1 deste ranking foi um convite para o Madeira Islands Open do European Tour (primeiora divisão europeia), em Maio. Como o Swing Ibérico conta para o ranking global do circuito, o campeão nacional de profissionais (e também bicampeão europeu de profissionais de clube) é o actual nº1 da Ordem de Mérito do Jamega Pro Glf Tour, com cerca de 5.600 euros (4.807 libras), enquanto Tó Rosado surge no 22º posto com758 euros (645 libras).

Mas as vantagens do Jamega Pro Golf Tour não se ficam por aqui. Após os primeiros 10 torneios, os dois primeiros de uma classificação própria – Race to the Gulf – ficarão apurados para disputar em 2014 o Mena Tour. O mesmo sucederá após os 10 últimos torneios do circuito britânico. Isso significa que em 2014 haverá 4 jogadores qualificados para o Mena Tour. Quais as vantagens do Mena Tour? É um circuito no Médio Oriente, com prémios monetários razoáveis, mais elevados do que no Jamega Pro Golf Tour. Esses 4 apurados terão as inscrições pagas, bem como as passagens aéreas e o alojamento subsidiado. E no final da época, os quatro primeiros do Mena Tour recebem como prémio um convite para o Dubai Desert Classic, do European Tour, torneio que já foi conquistado por estrelas como Tiger Woods, Rory McIlroy, Ernie Els e Seve Ballesteros, alguns dos melhores golfistas da história.

HUGO SANTOS E ANTÓNIO ROSADO ELOGIAM INICIATIVA

«É mais uma grande iniciativa da PGA de Portugal e do José Correia, é um excelente trabalho que estão a fazer. Este Jamega Tour vem dar mais competição aos profissionais portugueses. A Escola de Qualificação do European Tour continua a ser o meu objectivo e o facto de estar a competir neste circuito Jamega e no nosso da PGA de Portugal, vai, sem dúvida, dar-me mais rodagem para quando chegar à Escola poder chegar em melhor forma», comentou Hugo Santos, ao programa Minuto PGA da Golf W TV.

«Vejo com bons olhos este PGA Portugal Team. É algo que deveria ter acontecido há mais anos. Todos os países fazem isto e é de louvar o José Correia e a PGA de Portugal, porque iremos competir mais, iremos evoluir, e não seremos só nós. Os amadores que estão atrás de nós e pensam tornar-se profissionais verão que é possível competir e isso motivá-los-á mais a treinar. Eu, por exemplo, sei que tenho qualidade para ganhar torneios em qualquer parte do Mundo, mas preciso de rodagem para isso», acrescentou António Rosado.

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE GOLFE APRECIA PGA PORTUGAL TEAM

O presidente da Federação Portuguesa de Golfe, Manuel Agrellos, disse: «A FPG vê com o maior agrado o aparecimento de uma situação deste género, em que há uma organização que ajuda os profissionais no início das suas carreiras, quando mais necessitam, porque quando chegam aos grandes circuitos já não precisam, já lhes é tudo facilitado. Este projecto da PGA de Portugal vai ao encontro do Fundo de Jogadores que a FPG pretende criar mas que com esta crise não tem sido possível. Deseja-se que os amadores de alta competição que passem a profissionais não tenham preocupações com as suas despesas iniciais. Será um fundo com regras, com comparticipação dos jogadores através dos seus prémios monetários e com o apoio de patrocinadores. Neste momento, temos quatro ou cinco jogadores amadores de alta competição com hipóteses de se tornarem bons profissionais, casos de Pedro Figueiredo, Ricardo Melo Gouveia, Gonçalo Pinto, José Maria Jóia, Tiago Rodrigues, João Carlota e já vêm atrás deles os dois Gaspar, o Gonçalo Costa. Qualquer um deles pode dar o salto a qualquer altura. O que gostaria de salientar é que a colaboração entre a FPG e a PGA de Portugal é imprescindível. Os profissionais são o espelho público da modalidade e a PGA de Portugal tem feito um trabalho a todos os títulos notável».

João Coutinho, director-técnico nacional da FPG, acrescentou: «É com agrado que vejo a criação de novas oportunidades de jogo para os recém-chegados a sócios da PGA de Portugal. É importante ter para eles um circuito menos dispendioso e de logística mais simples. Todas as pessoas que estão envolvidas na alta competição já ouviram falar desse Jamega Pro Golf Tour e como é mais uma opção de competição. Tudo indica que o Pedro Figueiredo passe a profissional em Julho deste ano, após o Campeonato da Europa Amador e ele poderá ser já beneficiado por este programa da PGA de Portugal. Dos outros amadores de alta competição, não temos qualquer informação de que desejem passar a profissionais já este ano».

Hugo Ribeiro

Categories: Desporto

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.