Silves

PÊRA | II Dia Aberto no Real Picadeiro

Centro Equestre deu a conhecer ao Algarve os Cavalos Lusitanos, a Arte Equestre, o Centro de Equitação e as suas atividades.

O Real Picadeiro, centro equestre localizado em Pêra, que aposta na divulgação do Cavalo Lusitano no Algarve através da Escola de Equitação e Galas Equestres, realizou no dia 9 de Junho, a segunda edição do seu “Dia Aberto” abrindo o recinto à comunidade para melhor dar a conhecer os Cavalos Lusitanos, a Arte Equestre, o Centro de Equitação e as suas atividades.

O evento teve entrada gratuita e incluiu, além de um espetáculo equestre, feira de produtos regionais, show cooking, gincana, entre outras atrações.

“Queremos que este evento seja um evento anual de referência, uma oportunidade de excelência para que os algarvios, turistas e comunidade estrangeira residente na região conheçam a beleza e raça do cavalo lusitano e todo o trabalho de formação que fazemos no nosso Centro de Equitação em prol desta arte”, afirmou José João Felício, proprietário do Real Picadeiro.

Os visitantes foram convidados a conhecer o recinto, incluindo as cavalariças. Realizou-se ainda uma Gincana onde participaram alunos e técnicos do centro.

Foi ainda apresentado um Show Cooking com o Chef João Sacramento, seguido do almoço no Restaurante Clube Lusitano. Durante a tarde, houve música ao vivo.

O dia terminou com um espetáculo equestre, onde foi possível testemunhar toda a raça e graciosidade do Cavalo Lusitano. Durante todo o dia, esteve patente uma feira de produtos regionais.

O Real Picadeiro é um centro equestre localizado em Pêra, espaço multifacetado com um hectare de área, picadeiro coberto, estábulos, picadeiro ao ar livre com bancadas, bar e restaurante que se dedica ao ensino e à promoção e divulgação da arte equestre e da Dressage. Está aberto todo o ano, de Terça-feira a Sábado, das 9h às 19h e Domingos das 9h às 13h com entrada gratuita para visitar as cavalariças e o recinto.

Categories: Silves

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.