Algarve

AVISO À POPULAÇÃO | Tempo Quente e Seco

anpc

No seguimento do contacto com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) realizado hoje no Comando Nacional de Operações de Socorro (CNOS) da Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC), destaca-se para os próximos dias:

Temperaturas acima de 35ºC nas regiões Centro, Sul e no Minho;

Valores de HRA entre 10 a 20% em extensas áreas do território nacional, não excedendo os 35%;

Vento predominante do quadrante Leste, soprando moderado, pontualmente forte (até 45 km/h) nas terras altas das regiões do norte e do centro.

Salienta-se ainda a previsão de temperaturas mínimas elevadas (> 20ºC) e a persistência de valores de HRA muito baixos no período nocturno, especialmente na zona central do território.

Acompanhe as previsões meteorológicas em www.ipma.pt.

Efeitos Expetáveis:

Face à situação acima descrita, poderão ocorrer os seguintes efeitos:

Tempo quente e seco com a permanência de condições favoráveis à progressão de eventuais incêndios florestais.

Possível afetação dos grupos populacionais mais vulneráveis, em virtude das temperaturas mais altas.

Medidas Preventivas:

A ANPC recorda que, de acordo com as disposições legais em vigor, para os locais onde o índice de risco temporal de incêndio seja superior ao nível ELEVADO, não é permitido:

Realizar de queimadas, nem de fogueiras para recreio ou lazer, ou para confeção de alimentos;

Utilizar de equipamentos de queima e de combustão destinados à iluminação ou à confeção de alimentos;

Queimar matos cortados e amontoados e qualquer tipo de sobrantes de exploração;

O lançamento de balões com mecha acesa ou qualquer outro tipo de foguetes;

Fumar ou fazer lume de qualquer tipo nos espaços florestais e vias que os circundem;

A fumigação ou desinfestação em apiários com fumigadores que não estejam equipados com dispositivos de retenção de faúlhas.

A ANPC recomenda ainda a adequação dos comportamentos e atitudes face à situação de perigo de incêndio florestal, nomeadamente com a adoção das necessárias medidas de prevenção e precaução, observando as proibições acima expressas e tomando especial atenção à evolução do perigo de incêndio para os próximos dias, disponível junto dos sítios da internet da ANPC e do IPMA, junto dos Gabinetes Técnicos Florestais (GTF) das Câmaras Municipais (CM) e dos Corpos de Bombeiros (CB).

Tendo em conta a presente situação meteorológica, sobretudo nas regiões do centro de sul, onde se fará sentir um maior aumento da temperatura, é também possível a afetação de grupos populacionais mais vulneráveis (idosos e crianças, sem-abrigo e doentes do foro cardiorrespiratório) devido ao calor, pelo que se recomenda a observação e divulgação das principais medidas de auto proteção para estas situações:

Beba água com regularidade ou sumos de fruta natural sem adição de açúcar;

Evite a exposição ao sol nas horas de maior calor (aproximadamente entre as 11h00 e as 16h00);

Evite bebidas alcoólicas e com elevados teores de açúcar;

As pessoas que sofram de doença crónica, ou que estejam a fazer uma dieta com pouco sal, ou com restrições de líquidos, devem aconselhar-se junto do seu médico;

Os recém-nascidos, as crianças, as pessoas idosas e as pessoas doentes, podem não sentir, ou não manifestar sede, pelo que estão particularmente vulneráveis – ofereça-lhes água e esteja atento;

Evite fazer atividades que exijam muito esforço físico, particularmente nos períodos de maior calor;

Se viajar de carro, escolha horas de menor calor. Não permita que pessoas (especialmente crianças e idosos) e/ou animais fiquem dentro da viatura ao sol.

Esteja atento a pessoas mais vulneráveis, especialmente crianças e idosos.

Outras Informações:

Face à presente previsão/situação, a ANPC determinou o prolongamento do Estado de Alerta Especial (EAE), no Nível AMARELO, do Sistema Integrado de Operações de Socorro (SIOPS) para o Dispositivo Especial de Combate a Incêndios (DECIF) para os todos os distritos, até às 23:59 de 28JUN13.

O EAE no nível Amarelo pressupõe o reforço da monitorização e a intensificação, por parte do dispositivo de resposta, de ações preparatórias com vista ao aumento do grau de prontidão.

Helder José Luis Correia – Chefe de Sala

Autoridade Nacional de Protecção Civil

Comando Distrital de Operações de Socorro de Faro

Categories: Algarve

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.