Albufeira

Inatel inaugura Hotel Praia*** totalmente remodelado

Com a presença de Fernando Ribeiro Mendes, Presidente da Fundação Inatel, de todo o Conselho de Administração, de um representante do Município de Albufeira e de um representante do Turismo de Portugal, foi reaberto ontem, dia 9 de julho de 2013, o Hotel Praia em Albufeira, na Praia do Inatel, inserido na Unidade Hoteleira do Inatel naquela cidade algarvia.

Fernando Ribeiro Mendes explicou à Lusa que o edifício em causa é um dos três de que a unidade hoteleira dispõe, “remonta ao tempo da antiga Federação Nacional para a Alegria no Trabalho (FNAT), que antecedeu o INATEL, e foi inaugurado em 9 de julho de 1960, com o que então se chamava a colónia de férias para trabalhadores”.

“Foi utilizado por muitas décadas, foi sendo acrescentado, mas já apresentava sinais de degradação e foi objeto de uma intervenção de requalificação bastante ampla, o que permite que tenha 200 camas em mais de 100 alojamentos”, frisou.

O dirigente da fundação precisou que a obra custou “pouco mais de 4,5 milhões de euros” e foi executada em 10 meses, com o principal objetivo de lhe “dar mais conforto, com sustentabilidade” e de “combinar grande qualidade, com uma excelente localização e preços mais acessíveis do que os operadores privados”.

“Houve aqui uma aposta muito forte na parte da eficiência energética. O edifício era antigo, funcionava em moldes energéticos de outra época e neste momento foi dotado de energia solar, painéis solares, sistema de recuperação de ar, ou de recuperação de 100% de água quente para fins sanitários”, afirmou, acrescentando que foi possível “conciliar a preocupação energética com uma estética de qualidade e com conforto”.

Fernando Ribeiro Mendes destacou ainda a acessibilidade em termos de preços da nova unidade hoteleira, onde um alojamento duplo de topo pode custar 100 euros por dia e adiantou que a ocupação está atualmente a 60%, mas a partir da segunda quinzena de julho e no mês de agosto as previsões apontam para uma ocupação de 100%”.

“Usamos tarifários acessíveis, até porque a Fundação INATEL não é um grupo hoteleiro privado. É uma instituição que tem hotelaria, que gere um conjunto de equipamentos mas tem uma função social: tornar acessível o gozo de férias à população trabalhadora que vive com os rendimentos do seu trabalho e que, de outro modo, teria dificuldade em encontrar uma oferta de lazer desta qualidade sem ser com preços proibitivos”, sustentou.

Os preços praticados são, ainda segundo o dirigente da Fundação INATEL, “para a época alta, numa praia algarvia, bastante em conta”, uma vez que o hotel está “mesmo em cima da praia e tem comunicação direta” para o areal.

A obra de requalificação do edifício permitiu realizar “mexidas na estrutura” e o “último andar foi recuado e rebaixado, até por questões de exigência ambiental”, uma vez que “cumpre todos os aspetos ambientais exigidos”.

De referir que o Hotel agora requalificado já tinha sido pré-inaugurado no dia 28 de junho pelos dirigentes da Fundação INATEL.

A intervenção no Edifício da Praia, que teve o seu início em maio de 2012, veio dotar a Unidade Hoteleira de Albufeira, que já contava com 217 quartos, com mais 110 quartos, dos quais 16 são comunicantes e 16 são suites, de modo a potenciar a sua utilização por famílias.

No piso térreo, com amplos vãos envidraçados sobre a praia, os clientes terão ao seu dispor uma Sala de Refeições, uma Galeria Exterior, uma Área Comercial e um novo snack-bar com capacidade para 69 lugares sentados, bem como a antiga “Esplanada Inatel” junto à praia, agora recuperada.

Este Edifício da Praia funcionou até 1929 como Edifício Fabril de Conservas de Pescado, sendo conhecido pela Fábrica dos Salles.

Porém, a crise económica dos anos 30 levou as populações ao afastamento fabril, votando o edifício ao abandono.

A Inatel, então Fundação Nacional para a Alegria no Trabalho, repôs a utilização do espaço como Colónia de Férias Infantil.

A obra de construção da Colónia Balnear Infantil, que viria a adquirir o nome “Dr. Teotónio Pereira”, decorreu lentamente, entre sucessivos avanços e recuos, diversos recuos financeiros, não tendo, afinal e na prática, efectivado o seu funcionamento.

Já no final da década de 50 do Século passado, o atual Edifício da Praia foi intervencionado com vista à sua transformação funcional de Colónia Infantil em Colónia de Férias para Trabalhadores.

Em 9 de Julho de 1960, o então Ministro das Corporações e Previdência Social, inaugurou a Nova Colónia de Férias para Trabalhadores e suas Famílias.

A imagem do Edifício, antes da atual intervenção, apresentava-se completamente descaracterizada.

Atualmente, com a presente obra, o Edifício da Praia apresenta-se mais informal, moderno e funcional.

PlanetAlgarve

Categories: Albufeira, Turismo

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.