Desporto

Estoril PGA Open | Hugo Santos campeão, António Rosado mantém N.º 1

Golfistas quarteirenses continuam a dar cartas na modalidade

 

Hugo Santos, campeão do Estoril PGA Open 2013 - foto de Isabel Dantas LR

Hugo Santos, campeão do Estoril PGA Open 2013 – foto de Isabel Dantas LR

O quarteirense Hugo Santos conquistou o seu 4.º título da temporada e o 2.º no PGA Portugal Tour de 2013 no Estoril PGA Open, torneio de 5 mil euros em prémios monetários, que hoje (terça-feira) terminou no Club de Golf do Estoril.

O campeão nacional de profissionais partiu para a última volta com uma vantagem de 3 pancadas sobre o ex-campeão nacional amador Tomás Silva e conseguiu dilatar a distância, terminando o 36.º e último buraco da prova com menos 6 pancadas do que os segundos classificados, o profissional Tiago Cruz e o amador de alta competição Miguel Gaspar.

Hugo Santos, ainda lesionado num pé, totalizou 134 pancadas, 4 abaixo do Par-69 do campo desenhado por McKenzie Ross. Depois de uma volta inaugural de ontem de 64 (-5), a melhor do torneio, preocupou-se em gerir a vantagem e somou hoje 70 (+1).

«Queria agradecer ao Estoril por ter recebido os profissionais no seu magnífico campo. Para mim é um privilégio jogar aqui, onde tenho boas recordações dos meus tempos de amador», disse Hugo Santos no discurso de campeão, durante a cerimónia de entrega de prémios.

«Foi um campo onde venci o meu primeiro torneio amador, num Campeonato Nacional de Jovens», explicou mais tarde. Recorde-se que a PGA de Portugal não passava pelo histórico campo do Estoril desde 2002.

Num último dia que teve um espectador atento no presidente da Federação Portuguesa de Golfe, Manuel Agrellos, o jogador profissional algarvio de 32 anos sofreu dois bogeys nos buracos 2 e 7 e chegou a ter o comando preso por 1 único “shot‟, mas o birdie no buraco 10 (o seu único do dia) sossegou-o.

Tomás Silva, jogador do Estoril, que bem conhece o campo, chegou ao buraco 14 a pressionar o mais velho dos irmãos Santos, mas depois viveu um verdadeiro pesadelo, com bogeys nos buracos 14 e 15, duplo-bogey no 16 e, sobretudo, as 9 pancadas que deixou no 17 (um Par-4).

«É uma pena, estava a jogar bem, mas acontece», disse o amador que caiu do 2.º para o 7.º lugar final, com 6 acima do Par, após uma última volta de 77 (+8).

Disso se aproveitou Tiago Cruz, tal como Tomás Silva, jogador do clube. A estrela portuguesa no ProGolf Tour (uma das terceiras divisões do golfe profissional europeu) assinou o melhor cartão do dia, em 65 pancadas, 4 abaixo do Par, e saltou para o 2.º lugar, com um agregado de 2 acima do Par, empatado com o amador de Belas, Miguel Gaspar, autor de um 72 (+3).

«Gostava de ter ganho em casa e foi óptimo o clube onde cresci ter voltado a receber os profissionais, mas esta segunda volta já me deixou mais satisfeito», disse Tiago Cruz, o único a conseguir uma volta isenta de bogey nestes dois dias, enquanto Hugo Santos foi o único a bater o Par do campo aos 36 buracos.

Foi isso mesmo que salientou José Sousa e Melo, presidente do Club de Golf do Estoril, no seu discurso: «O campo é pequenino, mas só um jogador bateu o campo». Sousa e Melo declarou igualmente a sua intenção de não deixar passar mais 11 anos até ao PGA Portugal Tour passar de novo pelo Estoril: «Cá estaremos de novo para o ano que vem, se nos escolherem». José Correia, presidente da PGA de Portugal, respondeu-lhe no seu próprio discurso: «Para o ano certamente cá estaremos».

Hugo Santos somou a sua 4.ª vitória da época, depois de uma etapa do Algarve Winter Tour, de um torneio do Jamega Golf Tour e do Open da Quinta do Peru do PGA Portugal Tour. O sucesso no Estoril rendeu-lhe 725 euros, permitindo-lhe subir um lugar na Ordem de Mérito da PGA de Portugal, do 3.º para o 2.º, agora com 2.050 pontos. Nelson Cavalheiro, que era 2.º antes do início do torneio, terminou no Estoril no grupo dos 5.º classificados (+4) e arrecadou 400 euros, caindo assim para 3.º com 2.000 pontos.

O n.º 1 da Ordem de Mérito da PGA de Portugal continua a ser o campeão nacional de 2009, o também quarteirense António Rosado, com um total de 2.825 pontos. “Tó” foi 4.º no Estoril (+3) e ganhou 500 euros.

Os principais resultados e prémios monetários do Estoril PGA Open, após 36 buracos ao Club de Golf do Estoril, foram os seguintes:

1.º Hugo Santos (PGA Portugal Team / PressPeople), 134 (64+70), -4, €725,00.

2.º Tiago Cruz (Banco BIG), 140 (75+65), +2, €600,00.

2.º Miguel Gaspar (FPG / Belas CC), 140 (68+72), +2*.

4.º António Rosado (PGA Portugal Team), 141 (73+68), +3, €500,00.

5.º António Dantas da Silva (Penha Longa), 142 (72+70), +4, €400,00.

5.º Nelson Cavalheiro (Oceânico Golf / Nike), 142 (72+70), +4, €400,00.

* Amador

O próximo torneio a contar para a Ordem de Mérito da PGA de Portugal será o Open Pro-Am da Ilha Terceira, nos Açores, de 22 a 26 de Julho.

Hugo Ribeiro – Gabinete de Imprensa da PGA de Portugal

Categories: Desporto

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.