Algarve

Portugueses confirmam supremacia no GT Sprint no Autódromo do Algarve

 Os pilotos portugueses confirmaram a superioridade evidenciada na qualificação dominando as duas corridas do Superstars GT Sprint que este domingo se disputaram no Autódromo Internacional do Algarve. Rui Águas e Francisco Guedes impuseram-se primeiro confronto, enquanto José Pedro Fontes e Miguel Barbosa fizeram o mesmo no segundo.

Apesar de Fontes e Barbosa terem colocado o seu Mercedes SLS AMG na ‘pole position’ para a corrida matinal, acabariam por abandoná-la precocemente, com danos na roda dianteira, consequência de um toque no Audi R8 de Filipe Albuquerque, quando José Pedro disputava a liderança com o piloto de Coimbra no início da prova.

Rui Águas soube tirar bom partido deste incidente para colocar o seu Ferrari 458 na liderança, que depois Francisco Guedes soube manter na segunda metade da prova garantindo a vitória. Thomas Scoffler recebeu o Audi das mãos de Albuquerque, forçou o andamento mas teve mesmo de se contentar com o segundo posto.

“A corrida acabou por fácil. O Rui rapidamente chegou ao comando da prova e ganhou uma vantagem enorme. Eu apenas tive que gerir o andamento, essa vantagem e manter-me concentrado. Por vezes quando estamos isolados não é fácil”, afirmou Francisco Guedes no final da corrida.

Já Albuquerque referiu: “Sabíamos que, com 20 segundos de handicap, dificilmente conseguiríamos chegar à vitória, e por isso decidi poupar os pneus. A minha participação visava ajudar o meu companheiro de equipa na contas do campeonato. Ficamos muito contentes com o segundo lugar”.

António Coimbra chegou a passar pelo terceiro posto, mas um toque com Roberto del Castello acabou por privar o piloto do segundo Mercedes do último lugar do pódio, que assim foi para o brasileiro Fernanco Croce.

Já a corrida da tarde teve uma história bem diferente, já que apesar de Francisco Guedes fazer um bom arranque largando da ‘pole position’ e ter mantido Miguel Barbosa atrás de si no primeiro turno de condução, o handicap nas boxes permitiu a José Pedro Fontes sair na frente e por aí se manter até final.

Contudo para o piloto do Mercedes a tarefa não foi facilitada, já que uma colisão entre os dois Porsche da Autorlando levou à entrada do Safety Car. No reatamento Fontes não se deixou surpreender, mas na disputa pela segunda posição o ucraniano Andry Krugylik abalroou o Ferrari de Rui Águas, causando o atraso do algarvio, que acabaria apenas no sexto posto final.

Quem beneficiou deste incidente foi Filipe Albuquerque, que assim pôde repetir a segunda posição da corrida anterior e proporcionando a Thomas Schoffler a melhor pontuação entre os concorrentes que disputam o campeonato GT Sprint.

Também beneficiado pela colisão entre Águas e Krugylik, António Coimbra conseguiu o último lugar do pódio que lhe escapara no confronto da manhã, proporcionando um excelente resultado de conjunto à Sports & You, que assim terminou com ambas as duplas no pódio final.

Classificação – Corrida 1

1.º Águas/Guedes (Ferrari 458 Italia)

2.º Albuquerque/Schoffler (Audi R8 LMS) + 34,544s

3.º Fernando Croce (Ferrari 458 Italia) + 1m04,953s

4.º Coimbra/Silva (Mercdes SLS AMG) + 1m11,310s

Corrida 2

1.º Barbosa/Fontes (Mercedes SLS AMG)

2.º Schoffler/Albuquerque (Audi R8 LMS) + 3,220s

3.º Silva/Coimbra (Mercedes SLS AMG) + 8,757s

6.º Guedes/Águas (Ferrari 458 Italia) + 14,283s

Texto: Nuno Barreto Costa / PT Jornal

Fotos: Organização

Categories: Algarve, Desporto

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *