Desporto

O Ferrari que Cristiano Ronaldo não conseguiu comprar (com vídeo)

Objeto de desejo do jogador, LaFerrari é o modelo mais moderno e veloz da marca. Com apenas 499 unidades à venda, jogador português ficou de fora

Embora estivesse nos seus planos, o craque português Cristiano Ronaldo não conseguiu adquirir um exemplar do LaFerrari, o último superdesportivo e mais veloz lançamento da marca do “cavalo rampante”. Obviamente, dinheiro não foi o problema – o novo Ferrari custa 1,3 milhões de euros, antes de impostos -, mas sim o limitado número de 499 exemplares que o fabricante produziu. Desta vez, o português chegou atrasado e perdeu a compra.

No entanto, é fácil perceber o entusiasmo em torno do novo «bólide»: LaFerrari é o primeiro modelo híbrido da marca. O sistema, batizado HY-KERS, tinha sido testado num modelo concetual mas apenas neste modelo ficou item de série. Graças a ele, a LaFerrari emite apenas 330 gramas de CO² por quilómetro rodado. A máquina combina um motor V12 aspirado de 800 cv a outro elétrico, de 163 cv, totalizando 963 cavalos de potência.

O chassi do superesportivo utiliza quatro tipos de fibra de carbono que é produzido com as mesmas técnicas dos carros de Fórmula 1.

LaFerrari promete dar continuidade à linhagem iniciada com os míticos F40 e GTO, e mais recentemente com o Enzo. E nem o preço parece desmotivar os interessados.

As performances prometem ser de exceção: mais de 350 km/h de velocidade máxima e menos de 3 segundos para cumprir os tradicionais 0 a 100 km/h.

A combinação entre o motor a gasolina e o motor elétrico permitirá, também, uma redução nas emissões de CO2 (para um desportivo deste calibre), para «algo» como 330 g/km de CO2, que poderá chegar aos 220 g/km em determinadas condições de condução.

O sucessor do Enzo estará disponível apenas em três cores e apenas 499 unidades serão produzidas. O preço é fácil de memorizar: 1,3 milhões de euros, antes de impostos. As primeiras entregas estão agendadas para dezembro próximo.

Veja o vídeo: La Ferrari

Categories: Desporto, Social

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.