Desporto

Campeonato Nacional PGA no Vila Sol | António Rosado segura 3.º lugar, irmãos Ricardo e Hugo Santos partilham 5.º lugar

O líder é o único abaixo do par do campo aos 36 buracos e é agora perseguido por Tiago Cruz a 5 pancadas de distância. Joaquim Sequeira é o comandante do Campeonato Nacional de Seniores

Pedro Figueiredo por Ricardo Lopes

Pedro Figueiredo por Ricardo Lopes

Pedro Figueiredo dilatou ontem (sábado) a liderança do Campeonato Nacional PGA de 1 para 5 pancadas, quando faltam apenas disputar hoje 18 buracos da terceira e última volta do torneio de 8.300 euros em prémios monetários, organizado pela PGA de Portugal no Pestana Golf Resort de Vila Sol, no Algarve.

“Figgy”, de 22 anos, juntou um cartão de 70 pancadas, 2 abaixo do Par, ao de 69 (-3) da véspera e é o único a bater o Par do campo aos 36 buracos.

«Diria que foi uma volta igual à de ontem, com a diferença de 1 pancada a mais. Joguei bem do tee ao green, mas não estive tão concretizador nos putts. De qualquer modo, estou satisfeito por ter jogado de novo abaixo do Par», disse o profissional da Quinta do Peru.

O antigo top-ten mundial amador, profissional há apenas um mês, está a jogar muito bem o front-nine, com 6 birdies em dois dias nesses primeiros 9 buracos e apenas 1 bogey. Em contrapartida, no back-nine leva um somatório de 3 birdies e 3 bogeys.

«Hoje saí do buraco 11 com 4 abaixo do Par nesta segunda volta, mas depois sofri bogeys no 15 e no 18», explicou. Isto significa que se hoje, na última volta, voltar a arrancar uns tantos birdies nos primeiros 9 buracos, poderá esmorecer o ânimo dos perseguidores.

E os principais rivais de Pedro Figueiredo são agora Tiago Cruz e António Rosado. Cruz, de 31 anos, subiu do 3º ao 2º lugar, com duas voltas consecutivas de 72 (Par), enquanto Rosado, de 28 anos, mantém a 3ª posição, ao juntar o score de 73 (+1) de hoje ao 72 de ontem.

«Tenho uma boa vantagem, mas não está ainda nada ganho e o mais importante é nem pensar nisso amanhã», sublinhou Pedro Figueiredo, bom conhecedor de que, no golfe, 5 pancadas podem ser anuladas num instante. Não seria a primeira vez.

O 4º lugar é ocupado por Artur Freitas, com 2 acima do Par. O açoriano de 26 anos perdeu 2 postos devido ao 76 (+4) de hoje.

Outro jogador a cair 2 degraus foi Ricardo Santos, o nº1 do Ranking da PGA de Portugal e o mais conceituado jogador português. O Campeão nacional de 2011 partilha o 5º lugar com o seu irmão mais velho, Hugo, ambos com 3 acima do Par. Ricardo Santos entregou ontem um cartão de 75 (+3), enquanto Hugo Santos, o campeão nacional do ano passado, assinou o melhor resultado do dia, com 69 (-3).

O top-ten completa-se com Almerindo Sequeira em 4º (+4), António Sobrinho e José Dias empatados em 8º (+6), e Sérgio Ribeiro em 10º (+8).

Entretanto, iniciou-se ontem o Campeonato Nacional de Seniores, que terá um novo vencedor, dado que o titular, José Dias, preferiu disputar o torneio principal.

O líder entre os mais de 50 anos é Joaquim Sequeira, o carismático treinador de Vilamoura, com 75 (+3), seguido do não menos famoso António Dantas, da Quinta do Peru, com 79 (+7). O Campeonato Nacional de Seniores é apenas composto por duas voltas pelo que também terminou ontem.

Este ano não haverá Campeonato Nacional Feminino. «Não tivemos inscrições. A Kirsty Fisher, campeã do ano passado, não disse nada. A Mónia Bernardo e a Cláudia Dantas estão lesionadas. Não tivemos nenhuma inscrição», explicou José Correia, presidente da PGA de Portugal.

A última volta do Campeonato Nacional iniciou-se ontem às 08H20 e o último grupo saiu às 09H50, sendo constituído por Pedro Figueiredo, Tiago Cruz e António Rosado.

O Gabinete de Imprensa da PGA de Portugal

Artigo relacionado: Ricardo Santos e Tó Rosado seguem na 3.ª posição

Categories: Desporto, Loulé

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.