Alcoutim

Festa de Alcoutim | Dia do Município | Inauguração do Lar Balurcos

Secretário de Estado da Solidariedade e Segurança Social garante abertura do equipamento em novembro

Foi inaugurado ontem o Lar e Centro de Dia Maria Ribeiro Vicente, em Balurcos, pelo Secretário de Estado da Solidariedade e Segurança Social, Agostinho Branquinho. Presentes na cerimónia estiveram também a diretora do Centro Distrital da Segurança Social de Faro, Ofélia Ramos, o presidente da Câmara Municipal de Alcoutim, Francisco Amaral, e a presidente da Associação de Solidariedade Social, Cultura, Desporto e Artes dos Balurcos, Maria Ribeiro Vicente, entre outras entidades.

Depois do descerramento da placa, a presidente da Associação, agora também responsável pela administração do Lar e Centro de Dia, agradeceu o esforço e o empenho de todos os envolvidos na luta pela construção deste espaço, que considerava um projecto “arrojado”, mas necessário ao concelho. Num discurso comovido, apelou ao Ministério da Solidariedade, Emprego e Segurança Social a agilização do processo de abertura do equipamento, que foi posteriormente garantida para o mês de novembro do ano corrente pelo Secretário de Estado Agostinho Branquinho.

Tomou depois a palavra o autarca de Alcoutim, que garantiu que se despede “de Alcoutim da melhor forma possível, com a inauguração do Lar de Balurcos e do Museu Dr. João Dias”.

O Secretário de Estado aproveitou ainda para elogiar o esforço conjunto da Associação de Solidariedade Social, Cultura, Desporto e Arte dos Balurcos e da Câmara Municipal de Alcoutim, que, nas pessoas de Maria Ribeiro Vicente e Francisco Amaral, encetaram todos os esforços e diligências para que hoje fosse possível proceder àquela inauguração. Ao autarca de Alcoutim, elevou ainda o humanismo e dedicação ao concelho, do qual tem agora, após 20 anos como presidente da Câmara Municipal, de se despedir.

De referir que esta obra foi concluída em ano e meio e teve um custo total de 1.950.582,36 euros, tendo obtido do POPH (Programa Operacional de Potencial Humano) uma comparticipação no valor de 835.709,40 euros.

O equipamento tem uma capacidade inicial de 30 camas, mas será posteriormente alargada para as 50, e empregará, inicialmente, cerca de 20 pessoas. Garante ainda a valência de apoio domiciliário.

O Município de Alcoutim

Categories: Alcoutim

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.