Desporto

Tomás Apolónia destaca-se em Espanha

Piloto do Algarve correu este fim de semana no Circuito de Recas em Toledo

Tomás Apolónia, único representante português no Campeonato de Espanha de Karting na categoria Cadete, está agora na 12.ª posição entre 35 participantes, após a terceira jornada dupla, disputada este fim de semana, no Circuito de Recas. O piloto do Algarve foi dos poucos que ombreou com o líder David Vidales, sendo exemplo disso o facto de ter ficado a 62 milésimas de segundo da volta mais rápida assinada pelo espanhol na segunda manga de qualificação. Contudo, nas Finais, Tomás Apolónia sentiu que o kart não estava muito colaborante, pelo que não conseguiu materializar a sua rapidez, no mínimo, com um lugar no pódio, sendo, ainda assim, sétimo classificado na Final 1.

Tomás Apolónia voltou a viver quatro dias intensos, desta vez no Circuito de Recas, próximo de Madrid, palco da terceira prova dupla do Campeonato de Espanha de Karting da categoria Cadete. O piloto integrado no Max Power Kart Team, ao volante do seu kart equipado com chassis Kosmic, sendo o motor Parilla preparado pela STR, rodou sempre nos lugares da frente e nos treinos livres oficiais de sábado foi o quinto mais rápido, sendo ainda mais performante nos treinos cronometrados, dado que estabeleceu a quarta melhor marca com o registo de 1m01,963s, ficando apenas a escassos 0,134s da pole position conquistada pelo líder do campeonato David Vidales (FA), sendo um dos quatro pilotos – onde se incluem Carlos Léon (FA) e Pol Cuenca (Tonykart) –, a completar os 1280 metros do traçado da província de Recas abaixo do 1m02s.

Na primeira corrida de qualificação, Tomás Apolónia largou da quarta posição e logo após a partida dois espanhóis envolveram-se num acidente, tendo ‘sobrado’ para o piloto português, já que um deles embateu no seu kart, deixando-o sem hipóteses de prosseguir a corrida. Na segunda corrida de qualificação, Tomás Apolónia largou novamente da quarta posição, chegou a rodar no segundo lugar, mas depois terminou na terceira posição, rubricando a segunda volta mais rápida, ficando a 62 milésias de segundo da melhor, que ficou na posse de David Vidales.

Face a estes resultados nas corridas de qualificação, Tomás Apolónia assumiu a 11ª posição na grelha de partida para a Final 1, mas o piloto português sentiu que o seu kart não estava tão colaborante como desejável, tendo ainda assim conseguido terminar no 7º lugar. Na Final 2, o ´cenário’ foi idêntico, mas na partida perdeu cinco posições, concluindo a corrida no 12º lugar. “Não sei o que se passou no último dia desta prova. Nos dias anteriores estive sempre muito rápido – apesar da pista ser muito técnica –, pelo que estava confiante em garantir um lugar no pódio. Estou um pouco triste, pois o pódio estava ao meu alcance, mas também sei que o meu principal objetivo é evoluir neste campeonato que é extremamente competitivo e o ideal para depois transitar para a categoria KF3 e disputar as principais competições internacionais. Agradeço ao meu mecânico Max, assim como ao preparador do motor Parilla, o Pere Vila, da STR, que tudo fizeram para que eu tivesse um kart competitivo”, sublinhou Tomás Apolónia.

Com estas classificações, o piloto do Algarve está agora na 12ª posição em igualdade pontual com o 11º classificado – excluindo conforme o regulamento o pior resultado –, mas está a 68 pontos do 3º classificado, pelo que atendendo em que cada prova estão em discussão 90 pontos, Tomás Apolónia continua na luta pelos primeiros lugares do Campeonato de Espanha, cuja quarta prova será disputada entre 17 e 20 de outubro, na pista de Alcañiz, no Complexo de Motorland.

Categories: Desporto

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.