Albufeira

“Nomes Com Histórias” revela genealogia das famílias de Paderne

O Centro Paroquial de Paderne foi o local escolhido pelo Município para apresentar ao público o projeto “Nomes com Histórias – Registos de Paderne”, no passado dia 14 de setembro. Mais de uma centena de pessoas assistiram ao evento, que contou ainda com a apresentação de dois outros projetos: “InventArte” e “Arquivos em Movimento”.

No passado dia 14 de setembro, a aldeia histórica de Paderne foi palco de um evento dedicado às famílias da terra. “Nomes com Histórias – Registos de Paderne” integra o projeto de Genealogia do Algarve, que tem centrado a sua atenção nas gentes de Paderne, procurando construir as diversas árvores genealógicas.

A sessão de abertura contou com as intervenções do presidente do Município de Albufeira, José Carlos Rolo, do presidente da Assembleia Municipal de Albufeira, Carlos Silva e Sousa, do presidente do Centro Paroquial de Paderne, cónego Carlos César Chantre, e do secretário da Junta de Freguesia de Paderne, Valério Brito. Após a projeção de um vídeo documental com testemunhos de vários padernenses, o mentor do projeto de Genealogia do Algarve, Nuno Inácio, divulgou os dados recolhidos desde 1508 até 1908, dando a conhecer os nomes mais comuns, profissões e origens da população de Paderne. O historiador revelou, ainda, os meios de acesso ao projeto online e as ferramentas essenciais para a construção de uma árvore genealógica.

“O património edificado é uma marca muito importante para que saibamos reconhecer a história do nosso país. No entanto, o nosso passado ficaria incompleto sem a existência de nomes, fotografias ou histórias, daí a importância deste projeto de genealogia que pretende atribuir rostos à nossa história, com os quais as pessoas se possam identificar”, destacou a vice-presidente e vereadora da Cultura do Município, Marlene Silva. Durante o evento foram também apresentados os projetos municipais “InventArte Albufeira” e “Arquivos em Movimento”, que resultam de uma parceria entre os serviços de Arquivo Histórico, de Conservação e Restauro e o Gabinete de Comunicação, Relações Públicas e Relações Internacionais do Município de Albufeira.

“InventArte” é um projeto que tem como objetivo proteger o património cultural, móvel, imóvel e documental do concelho e apoiar a salvaguarda do património cultural detido por instituições religiosas e de direito privado com sede em Albufeira. Já a iniciativa “Arquivos em Movimento” visa a criação de um fundo documental constituído por testemunhos orais, registados em vídeo, sobre os aspetos sociais, políticos, económicos e culturais do concelho de Albufeira. Deste projeto faz também parte a recolha de fotografias antigas, que dão a conhecer o modo de vida das famílias albufeirenses, existindo registos desde o final do século XIX, início do século XX.

O evento terminou com um momento musical a cargo do acordeonista Francisco Sabóia, mentor da Casa do Acordeão, um espaço cultural localizado na freguesia de Paderne que exibe mais de 2000 peças ligadas ao passado deste instrumento tão típico da região algarvia.

O Município de Albufeira

Categories: Albufeira

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.