AGENDA

Museu apresenta “Memórias do Tempo e do Património Construído” | Inauguração 26 de outubro, 17h00

Exposição de fotografias do arquiteto António Menéres

foto

 No próximo sábado, dia 26 de outubro, é inaugurada às 17h00 no Museu de Portimão a exposição de fotografia “Memórias do Tempo e do Património Construído”, da autoria do arquiteto António Menéres e que, para além do Município de Portimão, conta igualmente com o apoio da Direção Regional de Cultura do Algarve e da Delegação do Algarve da Ordem dos Arquitetos.

A mostra reúne um total de 86 fotografias que representam, acima de tudo, um arquivo de memórias do tempo e do património construído e que tantas vezes vem sendo destruído de forma incontida e irreversível.

Trata-se de um conjunto de imagens únicas, captadas entre 1953 e 2002, nas contingências e circunstâncias do momento, onde prevalece a vontade de documentar e registar uma parte daquela realidade em permanente mudança que muitas vezes não se vê, mesmo quando com ela somos confrontados.

António Menéres, arquiteto envolvido no pioneiro levantamento fotográfico do “Inquérito à Arquitectura Popular em Portugal ” realizado entre 1955 e 1960, documentou as memórias da “arquitetura sem arquitetos”, com todas as suas imensas fragilidades, bem como a estrutura social que nela se exprimia e, naturalmente, com ela foi desaparecendo.

A exposição “Memórias do Tempo e do Património Construído”, que ficará patente no Museu de Portimão até 1 de dezembro próximo, apresenta uma visão muito pessoal ao logo dos seus sete temas, seja na arquitetura do sentimento religioso, do trabalho, dos ambientes ou nas velhas memórias, seja nas gentes, nas habitações e nos pormenores existentes no “saber dos detalhes”.

Atualmente com 83 anos, Menéres continua a usar a fotografia para estudar e deixar registada a arquitetura anónima, popular, tradicional ou vernácula, aquela que ao longo do tempo foi respondendo à necessidade de construir com os materiais próprios dos lugares, usando soluções validadas pelo uso, adequadas aos climas e certas com as paisagens.

O arquiteto participa regularmente em colóquios e congressos na área do estudo e revitalização do património arquitetónico, tanto em Portugal como no Brasil, continuando a fazer trabalho de pesquisa neste âmbito.

O Museu de Portimão pode ser visitado às terças-feiras das 14h30 às 18h00 e entre quartas-feiras e domingos das 10h00 às 18h00, encerrando às segundas-feiras.

Categories: AGENDA, Portimão

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.