Saúde

Declaração de Lisboa | Plataforma Saúde em Diálogo define prioridades e estratégia na defesa dos doentes

A Direção da Plataforma Saúde em Diálogo, presidida por Maria do Rosário Zincke (Associação Alzheimer Portugal), apresentou hoje, no auditório Tomé Pires – Infarmed, a Declaração de Lisboa, um documento que estabelece prioridades e define uma estratégia com o objetivo de reforçar a missão de dar voz aos doentes e utentes de saúde, contribuindo para a evolução de um sistema de saúde cada vez mais centrado na pessoa.

plataforma

Com esta iniciativa, a Plataforma define como objetivos dotar os doentes de informação em saúde, adequada às suas necessidades e que lhes permita tomar decisões livres e esclarecidas; promover o acompanhamento mais eficaz e solidário dos doentes e dos seus familiares; e apoiar as associações que integram a Plataforma na obtenção de condições necessárias à execução dos seus objetivos, promovendo a sua divulgação e apoiando-as nas iniciativas que desenvolvam.

Alertar os órgãos de decisão política e a sociedade civil para a importância da prevenção e da promoção da saúde e sensibilizar o poder político para criar condições que visem alcançar um diagnóstico precoce cada vez mais célere são ainda metas traçadas pela Declaração de Lisboa, que estabelece como prioridades o reconhecimento da Plataforma como parceiro indispensável na criação e implementação das políticas de saúde ou com implicação na saúde; o estatuto do Doente Crónico; a definição da Doença Crónica; e o estatuto do Cuidador Informal.

A Plataforma Saúde em Diálogo tem vindo a desenvolver um percurso sério e frutuoso, de 15 anos, na defesa dos direitos das pessoas doentes e na promoção do papel das associações que a integram. É um exemplo de associativismo, congregando já 41 associações. A atual conjuntura política, social e económica impõe maior unidade e proatividade para alcançar os objetivos a que se propõem, de defesa dos doentes e utentes de saúde.

A Declaração de Lisboa assume-se como um instrumento de unidade e identificação das 41 associações que integram a Plataforma Saúde em Diálogo, reforçando e ampliando o papel da Plataforma e das próprias Associações.

PRIORIDADES E ESTRATÉGIA

Categories: Saúde

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *