Castro Marim

Eurocidade do Guadiana planeia oferta partilhada de cuidados de saúde entre Portugal e Espanha

Os municípios da Eurocidade do Guadiana elegeram os domínios da saúde, educação, turismo e transportes como as áreas prioritárias para desenvolver e estabelecer parcerias, em 2014, no âmbito das atividades de cooperação fronteiriça.

reuniao

De acordo com os autarcas de Ayamonte, Castro Marim e Vila Real de Santo António estes serão também os domínios a enquadrar no Programa de Cooperação Transfronteiriça Espanha – Portugal, através do qual os municípios da Eurocidade se irão candidatar a um conjunto de verbas para operacionalizar os projetos calendarizados.

A área da saúde será a primeira a incluir na agenda de trabalhos das próximas semanas, estando em plano a extensão dos cuidados médicos além das fronteiras geográficas dos dois países.

Em cima da mesa está a possibilidade de os prestadores de serviços de saúde alargarem os seus convénios às populações raianas dos dois lados da fronteira que, desta forma, terão acesso a um maior número de especialidades médicas, evitando deslocações demoradas e onerosas até às capitais de distrito.

De acordo com Luís Gomes, presidente da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António, «juntos, os três municípios da Eurocidade englobam uma população superior a 50 mil habitantes, um número que permite aos prestadores de saúde obterem economias de escala através da oferta integrada de serviços médicos, proporcionado mais opções de escolha às populações».

Na agenda de temas prioritários da Eurocidade do Guadiana está igualmente a questão da dragagem e da navegabilidade do Rio Guadiana, tendo os três municípios transfronteiriços acordado submeter uma proposta à Rede Ibérica de Entidades Transfronteiriças (RIET), de forma a colocar o tema em discussão na próxima Cimeira Ibérica.

A Eurocidade do Guadiana foi criada em janeiro de 2013 pelos municípios de Ayamonte e VRSA, mas em maio foi alargada com a entrada da Câmara de Castro Marim. A partilha de equipamentos, a criação de uma marca turística conjunta e a realização de eventos comuns em ambos os lados da fronteira são os seus objetivos principais.

Categories: Castro Marim, VRSA

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.