Ocorrências

Acidente trágico mata dois irmãos, um dos quais a trabalhar no Algarve

Jovens regressavam de encontro com amigos. Tiago Moreira foi projetado antes de Nuno Barbosa cair à água

O carro 'voou' alguns metros após embater nos rails e acabou por cair no riacho

O carro ‘voou’ alguns metros após embater nos rails e acabou por cair no riacho

A morar no Algarve há mais de um ano, Nuno Barbosa, de 28 anos, regressou esta semana à terra natal, em Campo, Valongo. Estava em trabalho, mas aproveitou para rever a família. Anteontem à noite saiu com o irmão Tiago Moreira, de 22 anos, pois sempre foram muito unidos. Estiveram com amigos e, já por volta das 04h30 de ontem, quando regressavam a casa, perderam a vida num despiste brutal. A carrinha em que seguiam ainda caiu a um ribeiro.

O acidente ocorreu na EN209, no lugar de Devesa, em Sobrado, Valongo. Nuno conduzia a carrinha de dois lugares. Por razões ainda desconhecidas, e quando estava a cinco quilómetros de casa, despistou-se numa curva – não muito acentuada, mas onde há muitos acidentes – e embateram nos rails. Tiago foi projetado no momento do embate e ficou caído num terreno junto ao ribeiro. A carrinha, onde ficou Nuno, ainda ‘voou’ alguns metros até cair na água.

Quando souberam da trágica notícia, os pais ficaram em estado de choque. “Não acredito ainda no que está a acontecer. Os meus meninos eram tão bons”, disse, em choque, o pai José Fernando Moreira. “Eu disse-lhes para ficarem em casa, mas quiseram ir ter com os amigos. O Nuno estava no Algarve a trabalhar, por isso foi com o irmão rever os colegas” contou, de lágrimas nos olhos. A esposa irá agora ser acompanhada por psicólogos.

O alerta do acidente foi dado por um morador. “Vi logo um miúdo novo caído no chão, sem pulsação e já muito frio. Depois apercebi-me de que estava o carro no rio com alguém lá dentro”, disse Joaquim Alves, que ainda pediu ajuda a um vizinho, contudo os esforços foram em vão.

Chegados ao local, os Bombeiros de Valongo encontraram os dois irmãos em paragem cardiorrespiratória. Apesar das tentativas de reanimação, os jovens não resistiram e os óbitos foram declarados ainda no local.

Fonte: CM – Ana Carvalho/ Ana Sofia Coelho

Categories: Ocorrências

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.