Algarve

DRAPA: Dieta Mediterrânica Portuguesa é Património Imaterial da Humanidade

A Dieta Mediterrânica Portuguesa foi classificada como Património Imaterial da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), na sua última Assembleia Geral, em Baku, no Azerbaijão.

drapa

A Direção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve, na sua qualidade de membro da Comissão Interministerial que preparou a candidatura, vem saudar todos os intervenientes no processo que permitiu que o nosso país volte a integrar a lista de bens do Património Imaterial e Cultural da Humanidade, depois do fado.

Portugal, tem em Tavira a sua comunidade representativa da Dieta mediterrânica, cujo Município, no seio da Comissão Interministerial, teve uma ação preponderante em todo o processo de candidatura, ao longo de dois anos e meio.

Portugal assumiu o compromisso de preservar a Dieta Mediterrânica, que é um estilo de vida transmitido de geração em geração, que abrange técnicas e práticas produtivas, nomeadamente de agricultura e pescas, formas de preparação, confeção e consumo dos alimentos, festividades, convivialidade à mesa, tradições orais e expressões artísticas, pelo que a DRAP Algarve prosseguirá, em estreita colaboração com Tavira, na sua promoção e preservação da sua autenticidade.

Fernando Severino, Diretor Regional de Agricultura e Pescas do Algarve

Artigo relacionado: http://planetalgarve.com/2013/12/04/dieta-mediterranica-classificada-patrimonio-imaterial-da-humanidade/

Categories: Algarve

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *