Albufeira

Município entrega 11 talhões para hortas comunitárias | Iniciativa teve início na Freguesia da Guia

No âmbito do projeto “Terra Produtiva”, os munícipes da freguesia da Guia que se candidataram ao programa Hortas Comunitárias já iniciaram a preparação do terreno para aí cultivarem os mais variados produtos hortícolas e ervas aromáticas. Os presidentes da Câmara Municipal de Albufeira e da Junta de Freguesia da Guia marcaram presença na cerimónia simbólica de entrega das chaves e assinatura do acordo de utilização das hortas.

A Câmara Municipal de Albufeira procedeu à atribuição de 11 parcelas de terreno no âmbito do projeto “Terra Produtiva”, mais concretamente no Programa “Hortas Comunitárias” da Guia”, localizadas na área exterior do Lar da 3.ª Idade Nossa Senhora da Visitação. A assinatura do acordo de utilização dos talhões e a entrega da chave de acesso ao espaço horta realizou-se no passado dia 7 de dezembro, pelo presidente do Município, Carlos Silva e Sousa, e pelo presidente da Junta de Freguesia da Guia, Joaquim Vieira.

O terreno onde foram criadas as hortas comunitárias, recorde-se, foi cedido à autarquia pela Fundação António Silva Leal, ao abrigo de um acordo que estabelece as condições de utilização pelos candidatos, que foram selecionados em função da ordem de inscrição e da proximidade de residência ao local de cultivo, entre outros aspetos. O objetivo passou por criar áreas de horticultura com manutenção participada, no sentido de fomentar o espírito comunitário e a apropriação qualificada do espaço público, proporcionando a alguns munícipes a oportunidade de complementarem o orçamento familiar com o cultivo de produtos agrícolas.

No regulamento, os beneficiários das hortas comunitárias têm reconhecidos vários direitos, designadamente a utilização de um talhão com 40 metros quadrados, o uso comum de recursos, espaços e materiais para a prática da atividade agrícola (abrigos de ferramentas, instalações sanitárias e pontos de água). Por outro lado, como um dos objetivos é fomentar a prática de agricultura biológica, livre de químicos, foi-lhes facultada a possibilidade de adquirirem conhecimentos nesta matéria, de modo a perceberem os fundamentos, os princípios e as técnicas que aí se praticam. As formações em Agricultura Biológica, Aplicação de Produtos Fitossanitários, Apicultura e Ervas Aromáticas foram realizadas em colaboração com a Associação In Loco.

“Quero agradecer a colaboração de todos os serviços da autarquia envolvidos neste projeto, aos munícipes envolvidos, assim como das entidades parceiras, que ajudaram a criar estas hortas, onde a comunidade pode cultivar os seus próprios alimentos e aqui encontrar um espaço de convívio e de lazer”, referiu Carlos Silva e Sousa, que firmou um acordo de utilização com o horticultor de cada talhão.

Este é o primeiro projeto de Hortas Comunitárias do concelho, que vem servir essencialmente os munícipes da freguesia da Guia. É, no entanto, intenção da autarquia alargar o projeto a todas as freguesias, com o intuito de promover o aproveitamento eficiente dos terrenos municipais e, simultaneamente, proporcionar a prática de atividades ao ar livre, convívio e ocupação dos tempos livres. Perspetiva-se que a freguesia de Albufeira seja a próxima a acolher o programa “Hortas Acessíveis e Táteis”. Serão Hortas com algumas caraterísticas e condições especiais, adequadas a pessoas com mobilidade reduzida ou com limitações visuais.

Por: Município de Albufeira

Categories: Albufeira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *