Algarve

Morte de Eugénia Lima | Indignados

mito_algarvio

Faleceu na sexta-feira 4 de Abril um dos maiores ícones da cultura portuguesa, a Diva do Acordeão Eugénia de Jesus Lima.

Figura maior no panorama cultural nacional, o seu nome consta no Dicionário Mundial de Mulheres Notáveis. De entre muitas distinções e prémios, destaca-se a atribuição do primeiro lugar no Concurso da Emissora Nacional em 1947; “Óscar da Imprensa” para a melhor solista de música ligeira, em 1962; inúmeras medalhas, placas e diplomas atribuídas por entidades portuguesas e estrangeiras; grau de “Dama da Ordem Militar de Santiago da Espada”, 1980; Diploma Honorífico atribuído pela União Nacional dos Acordeonistas de França em 1984, foi ainda condecorada com a medalha de Mérito Cultural em 1986; com o grau de “Grande Oficial da Ordem do Infante D. Henrique em 1995 e condecorada pelo Duque de Bragança com a medalha de mérito da Casa Real

O último adeus decorreu no passado 06 de Abril em Rio Maior, numa cerimónia emotiva, onde estiveram presentes muitos amigos e admiradores da sua arte. Apesar da sentida despedida, ficamos muito indignados, pois não foi o adeus merecido, por tudo o que a Dona Eugénia Lima fez pela nossa cultura, por todo o legado que nos deixou, não houve o devido respeito por parte dos Órgão de Comunicação Social e pelo Governo de Portugal…

Embora devidamente alertados, os órgãos de comunicação social em especial as televisões prestaram um péssimo serviço público, onde os canais a emitir em sinal aberto, uns públicos, outros privados limitaram-se a dar conta do sucedido através dum simples rodapé de Telejornal…em contrapartida inundaram os telejornais com a notícia do falecimento do ator brasileiro José Wilker (bem mais importante para os portugueses e para a cultura portuguesa – estamos a ser irónicos) e outras notícias sobre corruptos, fraudes, e outras personagens que ao longo destas 4 décadas tem destruído aos poucos o nosso País. Por mais incrível que pareça no dia do Funeral na Cidade de Rio Maior estava uma Estação Televisiva a emitir um daqueles programas deprimentes onde se faz jus à boa música portuguesa (continuamos a ser irónicos), embora não coincidindo em termos de horário, acredito que poderiam muito bem ter efectuado uma reportagem séria do acontecimento,…

Também fica registado a ausência de representantes do Governo, uma figura pública condecorada duas vezes pelo Governo de Portugal, merecia bem mais do que um simples texto…

A cultura é a alma do povo, um fator de coesão e de identidade nacional, acabem com ela e perderemos o pouco do orgulho que ainda nos resta…

Segue ofício patenteando a nossa enorme indignação para: Sr. Presidente da República, Sr. Primeiro-ministro, Sr. Secretário de Estado da Cultura, e diversas entidades e Órgãos de Comunicação Social

Por: Mito Algarvio – Associação de Acordeonistas do Algarve

Categories: Algarve

3 replies »

  1. Este país é uma pouca vergonha!!! Onde na cultura presente, apenas consta o futebol e a politica! Um “Icon” de Portugal, um Ídolo dos “amantes” do acordeão partiu e a comunicação social apenas passa em rodapé esta triste noticia?! porque falam todos os dias que estamos em crise, que os impostos vão aumentar, que o pais já não está em resseção, que uns matam, que outros roubam… e a noticia ocupa o tempo todo… porque não reportaram devidamente esta noticia para o país? Uma Senhora que tanto elevou o nome de Portugal pela mundo fora? cada vez menos tenho orgulho de ser Português! D. Eugénia Lima, descanse em paz e peça por nós!

  2. meus amigos o que podemos nós dizer de uma barbaridade destas?toda a cumunicação social e em especial a publica,para a qual nós pagamos todos os meses na factura da EDP,não tinham o direito de tratarem um caso de cultura neste caso o acordeão,que brilhantemente foi tocado por D. Eugénia por vários cantos do mundo,e no fim ser tratada a sua morte da maneira tão baixa por essa cumonicação social da maneira que foi. é vergunhoso,é um escandalo e todos nós que gostamos do acordeão devemos sentirmo-nos ultrajados por esta cambada de corjas sem qualquer preconseito. a D. Eugénia que descanse em paz no seu eterno sono…jamais será esquecida

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.