Uncategorized

Rogério Neto, independente eleito na lista do PS, integra executivo PSD como vereador a tempo inteiro

O PSD de Albufeira saúda o Vereador independente, eleito pela lista do PS, Rogério Neto por ter agora aceitado o convite que, logo no início do mandato, o PSD dirigira ao PS de Albufeira, atendendo aos resultados eleitorais, convite que o PS de Albufeira sempre recusou aceitar ao longo de todos estes meses.

Rogério Neto

Rogério Neto

Recentemente, o Senhor Presidente da Câmara, Dr. Carlos Silva e Sousa, com a concordância do PSD e por ter sido manifestada disponibilidade do Senhor Vereador independente Rogério Neto para tal, atendendo ambos, apenas ao superior interesse de Albufeira e à estabilidade governativa, iniciaram conversações com vista à inclusão deste em regime de tempo inteiro, no executivo municipal.

A Comissão Política do Partido Socialista de Albufeira, mantendo a sua atitude de recusa, não teve qualquer intervenção nestas conversações. O apoio tardio que agora a Comissão Política do PS de Albufeira vem manifestar, após o fato consumado, revelando a sua própria fraqueza, incoerência e por razões apenas de estratégia política partidária, é, apesar de tudo, aceite pelo PSD, tendo em atenção o superior interesse do concelho de Albufeira e a estabilidade governativa do município.

O PSD não pode deixar de reprovar o comportamento do PS de Albufeira, que contrariamente ao que diz, que pretende servir Albufeira e os seus munícipes, move-se apenas por estratégia partidária, em atos de mera politiquice, faltando à verdade ou deturpando-a. E se nesta matéria devia ter contenção no verbo, ao fazê-lo e pela forma como o fez, obriga o PSD de Albufeira a responder para repor a verdade.

Contrariamente ao que afirma o PS de Albufeira no seu comunicado, o Vereador Rogério vai estar ao serviço do município em regime de exclusividade, da mesma forma que o Senhor Presidente e os Vereadores que constituem o executivo permanente da Câmara Municipal de Albufeira.

O PS de Albufeira no seu comunicado acusa o executivo municipal de estagnação e pretende justificar a entrada do Senhor Vereador “como um passo dado no sentido de melhorar a capacidade de resposta às populações” pelo executivo municipal, o que é claramente falso, esquecendo-se (contraditoriamente) dos três vereadores eleitos pelo PS de Albufeira, desde o início deste mandato, que fazem parte do executivo, de pleno direito.

As únicas razões que determinaram esta inclusão a tempo inteiro do senhor Vereador Rogério e que fique bem claro, foram apenas duas e inseparáveis condições: o superior interesse de Albufeira e a estabilidade governativa do município.

A comissão política PS de Albufeira não conseguindo disfarçar que não gosta que as coisas possam estar a correr muito bem, como estão, no executivo municipal e sendo este ato, um ato positivo nesse sentido, apesar de declarar o seu apoio (que se aceita), fá-lo com reserva mental, como facilmente se retira das suas declarações de que apesar desta “colaboração” mantém os seus princípios.

Era o que mais faltava que um partido não pudesse manter os seus princípios.

No caso da Comissão Política do Partido Socialista de Albufeira, contudo, esses princípios até agora, manifestaram-se de forma muito fraca e apenas maledicente. Como sempre e uma vez mais neste comunicado, a comissão política do PS limita-se a dizer mal, empregando adjetivos vagos e genéricos, mas não apontando uma única solução

O PSD de Albufeira congratula-se com a ação do Senhor Presidente da Câmara, imprimindo uma gestão rigorosa do dinheiro público, sabendo-se que este executivo, como é do conhecimento público, atenta a crise, herdou uma situação difícil em termos económico financeiros. Mas dando mostras de grande eficácia, o atual executivo, em poucos meses de ação, já reduziu a dívida em sete milhões de euros que pagou aos agentes económicos, renunciando ao plano de reequilíbrio financeiro e poupando desta forma quatro milhões e quatrocentos mil euros só em juros, do dinheiro do município, que é de todos nós.

Há que realçar a grande dinâmica do executivo municipal que conseguiu atrair ao nosso concelho, grandes eventos, de destaque nacional e internacional, que não só representam grandes encaixes financeiros para a nossa economia local, combatendo a sazonalidade, mas também um grande fator de promoção do nosso concelho e tudo a custo zero ou com custos muitos reduzidos, o que só se consegue pelo grande prestígio do nosso concelho e de quem o dirige.

Este sucesso de afirmação de Albufeira e o prestígio do nosso Presidente, Dr. Carlos Silva e Sousa, estão claramente associados e nos dias de hoje exige-se aos políticos, cada vez mais, que saibam o que fazem e dizem, para o bem-estar das suas populações, pelo que se convida o PS de Albufeira a deixar-se de estratégias politiqueiras e a assumir as suas responsabilidades, como lhe é exigível pela população de Albufeira.

À semelhança do que fez na campanha eleitoral, enganando alguns eleitores com promessas que sabia não poder cumprir de baixar o IMI ou a água, vem agora o PS pedir que se renegoceie o PAEL, bem sabendo que ainda não faz sentido, pois que o município ainda só recebeu a primeira prestação. Qualquer pessoa sabe muito bem que não se deve ir dizer ao credor, antes de se receber a segunda prestação do contrato de empréstimo, que já não quer cumprir as obrigações a que está sujeito. Alguém de boa-fé acredita que isto é possível?

O PS Albufeira só o vem fazer, porque reconhece o sucesso e a credibilidade da governação do Dr. Carlos Silva e Sousa e que ele está a cumprir a sua promessa eleitoral de restituir saúde às finanças municipais para a seguir e não já, poder renegociar as condições do PAEL.

Como tem sido prática, não se retira do comunicado do PS Albufeira, para além de muito adjetivo crítico, qualquer ideia ou sugestão construtiva.

As populações exigem e com todo o direito, que os políticos sejam os seus representantes e não que se distanciem das mesmas ao cumprirem objetivos e fins pessoais e partidários.

O PSD Albufeira saúda todos os munícipes, a quem procura servir com coragem, retidão e com o único objetivo de fazer do nosso concelho, cada vez mais, um concelho justo e fraterno.

Por: Comissão Política do PSD de Albufeira

Categories: Uncategorized

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.