Lagos

Crias de Marabu nascem no Zoo de Lagos

A família do Zoo de Lagos não para de crescer e a forma como as espécies se reproduzem não para de nos surpreender. A cada novo nascimento há sempre uma história, de certa forma, caricata para contar. A das três crias de Marabu não podia ser diferente.

Um dia depois da saída, a 26 de Junho, de uma fêmea de marabu (Leptoptilos crumeniferus) para o DierenPark Amersfoort, na Holanda, no âmbito do Programa Europeu de Reprodução de Espécies Ameaçadas, nasceu uma cria desta espécie. O curioso desta história podia ficar por aqui mas, como anunciamos o nascimento de três, há ainda mais alguma coisa para contar.

A nossa alegria de ver esta ave a reproduzir-se não ficou por aqui e, nos dias seguintes, a 29 e 30 de Junho, nasceram mais duas crias, todas filhas do mesmo casal. É caricato, por isso, dizer que ao ficarmos com menos um representante da espécie, no mesmo instante ganhámos 3.

A fêmea que foi transferida também nasceu no nosso parque a 21 de Maio de 2013, irá juntar-se a um macho e dar continuidade a este projeto de conservação desta espécie.

Os Marabus estão localmente ameaçados devido, entre outros factores, à sua aproximação dos centros habitacionais e perseguição e morte pelo Homem.

Mais uma vez o Zoo de Lagos orgulha-se de contribuir para a conservação das espécies com um sucesso reprodutivo tão alto, representativo de todas condições criadas para o bem-estar dos animais que aqui habitam.

Recordamos que não são apenas as aves como os marabus. Também os primatas como os Lémures Vermelhos, ou até as nossas Renas, têm contribuído nos últimos tempos para o aumento da nossa família.

Razões não faltam aos visitantes para, neste verão envergonhado, visitarem o nosso espaço. Uma visita ao Zoo de Lagos é ao mesmo tempo uma alternativa ao sol e praia mas, também, uma forma de enriquecer o conhecimento sobre a Natureza e ficarem mais sensibilizados para esta nossa causa que é a conservação das espécies em perigo.

Por: Parque Zoológico de Lagos

Categories: Lagos

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.