Empresas

FOCOR poupa milhares de euros às tinturarias

Corantes com melhor performance ecológica no consumo de sal, água e energia

A FOCOR colocou no mercado português dois produtos que estão a revolucionar o universo das tinturarias e acabamentos têxteis, ao permitir, com uma poupança significativa no investimento, colorações difíceis de alcançar com recurso a outros corantes: mais intensas e duradouras, com menor percentagem de corante e melhor performance ecológica no consumo de sal, água e energia.

Esses dois produtos integram a inovadora série de corantes reactivos Synozol HB (Laranja Synozol HB e o Rubi Synozol HB), que foram desenvolvidos pela coreana Kyung In Synthetic Corp (KISCO).

O segmento de tinturaria é um grande consumidor de energia e de água, o que motiva, há vários anos, o estudo de novas soluções que melhorem a eficiência dos processos envolvidos.

«Continuamos a trabalhar focados na redução do consumo de água e de energia e estes dois novos corantes complementam a nossa oferta de produtos sustentáveis. Permitem elevado rendimento tintorial, têm excelentes características de reprodutibilidade e solidez e sem grande impacto ambiental», assegura Conceição Tedim, Manager do Departamento Têxtil da FOCOR.

Os corantes Synozol HB, que favorecem colorações de elevada durabilidade, apresentam uma solidez muito superior à média, mesmo em circunstâncias de lavagem repetitiva. Permitem a obtenção de cores muito intensas ao contrário dos corantes convencionais.

Sobre a FOCOR – Produtos Químicos, SA

A FOCOR – Produtos Químicos, SA, com sede no Porto, é uma empresa especializada na comercialização de uma vasta gama de produtos químicos, especialmente dirigidos às indústrias de curtumes, calçado e têxtil e que favorecem o fabrico de produtos sustentáveis – ambiental, social e economicamente responsáveis. Deu origem a um grupo económico homónimo, que integra ainda a INDINOR – Indústrias Químicas SA, bem como várias empresas do sector agro-alimentar, que se dedicam à produção e comercialização de vinho e azeite. A facturação consolidada atingiu os 23 milhões de euros em 2013. Exporta para 11 mercados, 30% do que produz.

Desde a sua criação em 1971, a KISCO tem vindo a produzir sucessos à escala mundial. A sua aposta na pesquisa e no desenvolvimento de novos produtos conferiu-lhe o estatuto de pioneira coreana do sector dos corantes e pigmentos funcionais para diversos sectores de actividade. Transformou-a também na mais importante indústria exportadora do país, com mais de 50 mercados de destino.

Por: adverbe – Assessoria de Comunicação

Categories: Empresas

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.