Saúde

COMUNICADO | Contratação de médicos cubanos pelo Serviço Nacional de Saúde

Luís Gomes

Luís Gomes

Na sequência das declarações do senhor Bastonário da Ordem dos Médicos, Dr. José Manuel Silva, o presidente da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António, Luís Gomes, emite a seguinte posição pública:

  1. O Bastonário da Ordem dos Médicos ignora o resultado global da parceria dos médicos cubanos a exercer funções no Serviço Nacional de Saúde, bem como os benefícios que isso trouxe para a população portuguesa;
  2. Só em 2014, os médicos cubanos a exercer funções em Portugal efetuaram mais de 131 mil consultas. Se recorrermos ao histórico, desde 2009 foram efetuadas pelos médicos cubanos mais de 1,5 milhões de consultas;
  3. É sintomático que o Bastonário da Ordem dos Médicos não comente os contratos de prestação de serviços sistematicamente mantidos pelo Serviço Nacional de Saúde com algumas empresas que agenciam médicos, esses sim com preços absolutamente pornográficos e com resultados e desempenho desconhecidos;
  4. É igualmente estranho que o Bastonário fale dos contratos efetuados com os serviços médicos cubanos e em momento algum os compare aos contratos que o Estado mantém com as empresas que agenciam médicos a preços exorbitantes;
  5. É lamentável que o Bastonário se refira, de uma forma deselegante, aos médicos cubanos, quando os mesmos estão a exercer funções em locais onde os médicos portugueses não querem estar. Prova disso são os concursos abertos para zonas como o Algarve terem vagas por preencher e não merecerem qualquer comentário do senhor Bastonário;
  6. É não menos estranho que o Bastonário defenda a possibilidade de as vagas não ocupadas nos concursos do SNS poderem vir a ser preenchidas por médicos reformados, o que nos leva também a lamentar o facto de a Ordem dos Médicos não abrir mais vagas ou concursos de medicina no país, impedindo o acesso de jovens com excelentes médias às carreiras médicas;
  7. As declarações do Bastonário em relação aos médicos cubanos revelam, por isso, um sindicalismo de vão de escada baseado em interesses ocultos que em nada têm a ver com o bem-estar da saúde da população portuguesa;
  8. Como presidente da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António e autarca que contactou com outros municípios que têm médicos cubanos ao seu serviço, posso atestar a elevada qualidade dos clínicos e a satisfação dos serviços prestados, o que levou outros autarcas e as próprias populações a solicitar a vinda de mais clínicos;
  9. É lamentável que o Bastonário crie um divisionismo entre a classe médica tendo por base a sua proveniência geográfica, considerando as múltiplas nacionalidades de médicos que atualmente exercem funções no Serviço Nacional de Saúde.

Luís Filipe Soromenho Gomes – Presidente da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António

Categorias:Saúde, VRSA

1 reply »

PlanetAlgarve

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s