Algarve

Balanço turístico do primeiro semestre de 2014 | Algarve com mais dormidas e mais receitas

As dormidas na hotelaria algarvia registaram um aumento global de 13,1 por cento durante o primeiro semestre de 2014, atingindo os 6,5 milhões de dormidas, de acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), que voltam a confirmar o Algarve como o principal destino de férias do país.

Quarteira - foto Jorge Matos Dias / PlanetAlgarve

Quarteira – foto Jorge Matos Dias / PlanetAlgarve

De janeiro a junho deste ano, o Algarve ganhou 757 mil dormidas relativamente ao período homólogo, a maior parte das quais geradas por turistas estrangeiros. Os portugueses foram responsáveis por 1,3 milhões de dormidas, mas o maior contributo veio dos hóspedes não residentes em Portugal, com 5,2 milhões (+11,5%).

Do lado dos turistas estrangeiros, os britânicos (+18%), os alemães (+15%), os espanhóis (+53%) e os holandeses (+3,3%) foram os que mais procuraram a região no período em análise.

Mas este não foi o único indicador com resultado positivo para a região. O primeiro semestre do ano trouxe também mais 250 mil hóspedes para o destino turístico, uma subida de 19,1 por cento em comparação com 2013, e mais proveitos totais. Segundo o INE, o Algarve terá originado um encaixe de 238 milhões de euros (+13,9%) nos cofres do Estado.

«Estes números antecipam já que 2014 será um bom ano turístico para o Algarve e confirmam a região como o maior destino de férias do país. Destaco que só em junho, o Algarve assegurou 38,1 por cento das dormidas de residentes, seguido por Lisboa e pelo Norte, e 43,9 por cento das de estrangeiros, ficando também à frente de Lisboa e da Madeira», afirma o presidente da Região de Turismo do Algarve, Desidério Silva.

No seu conjunto, estes resultados revelam-se «francamente positivos» para o Algarve, que surge no panorama turístico nacional como o «principal impulsionador do setor», conclui Desidério Silva.

Por: RTA – Turismo do Algarve

Categories: Algarve, Turismo

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.