Albufeira

16 patas – 4 histórias no Zoomarine

São bonitos e pequenos. Os seus apetites são, agora, diminutos. Começam a ficar cada vez mais lentos, devido à chegado do Outono… E o pouco sol que ainda conseguem apanhar já não vai sendo suficiente para os motivar a grandes movimentações. Não obstante tudo isto, começam, hoje à tarde, uma nova vida. São 4 cágados que regressam ao selvagem, na Mata de Santa Rita, em Tavira, após vários meses em reabilitação no Porto d’Abrigo do Zoomarine (o primeiro centro nacional dedicado à reabilitação de espécimes aquáticos).

zomarine_tartarugas

Keahi foi entregue à equipa de reabilitadores ainda em 2013… Já Laban, Laima e Lua chegaram ao Porto d’Abrigo ao longo de 2014. O caso mais complexo foi, precisamente, o de Keahi, devido às lesões bacteriologicas que apresentava no plastrão.

A operação de devolução terá inicio no Zoomarine, pelas 13 horas, e terminará por volta das 15h30, em Tavira, numa acção concertada com o Instituto de Conservação da Natureza e Florestas (ICNF), a entidade que coordena, a nível nacional, a rede de centros de reabilitação de fauna.

Para trás ficam muitos meses de trabalhos e cuidados, muitas mini-refeições preparadas cuidadosa e minuciosamente, e, claro, muitas fotos e memórias.

Pela frente ficam novas oportunidades e desafios: a começar pela escolha de um bom local para passar o Inverno e, mais tarde, a escolha dos melhores parceiros para assegurar a continuídade da espécie. E como a nossa missão está cumprida, resta desejar que os cágados saibam que “vestigia nulla retrorsum”.

Por: Élio Vicente, biólogo marinho – Porto d’Abrigo do Zoomarine

Categories: Albufeira, Tavira

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.