AGENDA

José Castro Caldas apresenta Horizontes do Futuro: “No comboio descendente: para onde vai a União Europeia?” | 29 de abril

No próximo dia 29 de abril, quarta-feira, pelas 21h00, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, realiza-se mais uma Conferência integrada no Ciclo “Horizontes do Futuro”. José Castro Caldas é o convidado desta sessão onde irá apresentar o tema “No comboio descendente: para onde vai a União Europeia?”.

José Castro Caldas

José Castro Caldas

A mesma União Europeia que no ano 2000 proclamava o objetivo se transformar na “mais competitiva e dinâmica economia baseada no conhecimento do mundo” transformou-se quinze anos depois numa ameaça à estabilidade financeira e económica mundial. A União Europeia que se afirmava como um baluarte da democracia, e que os portugueses, os espanhóis, os gregos e muitos países da europa de Leste quiseram ter consigo depois de terem vencido ditaduras, transformou-se numa armadilha em que as escolhas políticas são restringidas ao domínio do que para a União é permissível. O que era no princípio o projeto Europeu? Como evoluiu? O que é hoje? O que será o futuro?

José Castro Caldas é investigador do CES onde integra o Núcleo Ciência Economia e Sociedade (NECES), Observatório Sobre Crises e Alternativas e o Observatório do Risco. Anteriormente foi professor auxiliar do Departamento de Economia do ISCTE e investigador do DINÂMIA de que foi vice-presidente e membro da direção em diversos mandatos.

Licenciado em Economia e Mestre em Matemática Aplicada à Economia e à Gestão pelo ISEG, é Doutorado em Economia pelo ISCTE. Os seus principais interesses de investigação atuais incluem a deliberação individual e coletiva, a economia institucionalista e a história da economia.
É autor de “Economia(s)” (com Francisco Louçã, Afrontamento, 2009) e de “Escolha e Instituições – Análise Económica e Simulação Multiagentes” (Celta, 2001) e de artigos publicados na Revue de la Regulation, Journal of Economic Issues, The Journal of Artificial Societies and Social Simulation, Economics of Innovation and New Technology, Revista Crítica de Ciência Sociais e Cambridge Journal of Economics.

Recorde-se que ao promover o Ciclo “Horizontes do Futuro”, o Município de Loulé tem vindo a propiciar a aproximação entre reconhecidos pensadores de diversas áreas do conhecimento e os cidadãos, convocando o público em geral para o debate de ideias.

A entrada é livre.

Por: Município de Loulé

Categories: AGENDA, Loulé

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.