Quarteira

Autarca de Loulé manifesta satisfação por investimento de mil milhões de euros em Vilamoura

“Um dia importante para Vilamoura, para o nosso Concelho e para toda a região”. Foi desta forma que o presidente da Câmara Municipal de Loulé, Vítor Aleixo, se reportou ao momento da apresentação oficial do Master Plan de Vilamoura, que decorreu no dia 8 de setembro, com a presença do Ministro da Economia, António Pires de Lima.

Este projeto, que prevê um investimento superior a mil milhões de euros, tem na sua génese o “difícil” processo de Vilamoura XXI, concluído e aprovado na anterior gestão do autarca louletano, em 2000, e será, indubitavelmente um dos maiores investimentos de sempre no Concelho, correspondendo à segunda fase de expansão de Vilamoura.

Este investimento da administração da VilamouraWorld, segundo os recentes proprietários deste empreendimento turístico, incluirá uma área de construção bruta de baixa densidade de 680 mil m2, totalmente aprovada, numa área de implantação total de 4 milhões de m2. Estão disponíveis 18 projetos, com áreas de desenvolvimento que variam entre os 1,5 e os 168 hectares, combinando usos residenciais, de lazer, de turismo e de retalho.

Este Master Plan está estruturado em seis temas de lifestyle: Vilamoura Marina, Vilamoura Golf, Vilamoura Active, Vilamoura Villages, Vilamoura Estates e Vilamoura Lakes, refletindo a diversidade e interesses dos potenciais clientes. O Master Plan integra o mais sofisticado design contemporâneo e especificações arquitetónicas da mais alta qualidade, com um firme compromisso com a envolvente natural.

Relativamente ao Vilamoura Lakes, um dos pontos mais interessantes do Master Plan, irá substituir o anterior projeto da Cidade Lacustre e irá criar um dos principais lake resorts da Europa, com 250 mil m2 de paisagens naturais, 1900 unidades residenciais, 5 empreendimentos turísticos com 3.600 camas e ofertas de retalho e de restauração premium, respeitando as questões ambientais de toda a envolvente e destinado ao turista sofisticado e aos proprietários ambientalmente responsáveis.

Também a área da Marina será alvo de uma requalificação que passará pela criação de um Yatch Club Internacional, spa, ginásio, novos restaurantes e lojas, incrementando aquela que recebeu a distinção de Melhor Marina Internacional.

O presidente da Câmara Municipal de Loulé sublinhou o facto deste Master Plan constituir “uma nova forma de ler e caracterizar o potencial de Vilamoura”, e que evidencia “a capacidade de gestão e planeamento” através desta proposta do novo enquadramento urbanístico do empreendimento.

Vítor Aleixo manifestou durante esta cerimónia a sua confiança na concretização do projeto, ressalvando no entanto as questões legais relativas ao ordenamento do território. “Estamos hoje perante um sentido e um querer que tem todas as condições para vir a tornar-se uma realidade, ainda que, naturalmente, na estrita observância das regras dos instrumentos de gestão pública, tanto nacionais como regionais e locais”, afirmou o edil.

Este responsável frisou também que os padrões de qualidade terão de continuar a ser “uma aposta-âncora” para o sucesso de Vilamoura, atualmente um dos melhores destinos turísticos da Europa.

Segundo o líder autárquico, este projeto deverá contribuir para promover e assegurar quatro dimensões: o reequilíbrio territorial e a estruturação urbana; a procura de novas economias, investidores e parcerias; a qualificação e diversificação do turismo; e a salvaguarda e valorização do património cultural e da sustentabilidade.

Para que Vilamoura possa continuar a oferecer um turismo de qualidade, o presidente da Câmara de Loulé acredita que é fundamental criar também “estruturas de retaguarda que garantam os apoios necessários à sua oferta” e, nesse sentido, manifestou o desejo de que o próximo governo recoloque, na agenda política regional, um dos mais aguardados investimentos públicos na região – o Hospital Central no Parque das Cidades.

Por último, Vítor Aleixo manifestou a sua disponibilidade para cooperar com estes investidores e garantiu que enquanto estiver à frentes dos destinos da Câmara Municipal de Loulé “não será um obstáculo mas um licenciador e um regulador para que público e privado atinjam os seus objetivos”.

Texto: Câmara Municipal de Loulé

Fotos: PlanetAlgarve

Categories: Quarteira, Turismo