Loulé

Vale do Freixo Golf&Country Resort | Bloco de Esquerda garante audição com Secretária de Estado

bloco-de-esquerda

Foi aprovado por unanimidade o requerimento interposto pelo grupo parlamentar do Bloco de Esquerda, no sentido de ouvir a Secretária de Estado do Ordenamento do Território e da Conservação da Natureza.  Célia Ramos, será interpelada na Comissão de Ambiente, Ordenamento do Território, Descentralização, Poder Local e Urbanismo, a propósito do projeto PIN “Vale do Freixo Golf&Country Resort” previsto para o barrocal algarvio.

Bloco de Esquerda garante audição com Secretária de Estado

A construção de um mega empreendimento imobiliário no concelho de Loulé, considerado como projeto de potencial interesse nacional (PIN), viola a legislação nacional e comunitária e o grupo parlamentar do Bloco de Esquerda vai ouvir, a esse propósito, a Secretária de Estado do Ordenamento do Território e da Conservação da Natureza.

“É essencial perceber em que situação se encontra o projeto e questionar o Governo sobre as ações e intenções futuras relativamente a este mega empreendimento”, justifica João Vasconcelos, deputado eleito pelo Bloco, no circulo de Faro.

Previsto para a zona do barrocal algarvio, o empreendimento de dois hotéis, um campo de golfe e oito aldeamentos, ocupará, segundo o anteprojeto, cerca de 400 hectares, inseridos em plena zona protegida pela Rede Natura 2000 e cuja construção está prevista na zona de infiltração do principal aquífero do Algarve (Querença-Silves) o que, segundo o deputado eleito, “viola áreas fundamentais para a conservação da biodiversidade e as restrições ambientais europeias”.

O aldeamento “Vale do Freixo Golf&Country Resort” contempla a criação de 1.700 camas turísticas e 350 postos de trabalho diretos, conta com capitais árabes e a sua implantação está prevista para a mesma zona do polémico projeto “Quinta da Ombria”, já em curso.

Ler aqui o requerimento entregue à Comissão Parlamentar de Ambiente, Ordenamento do Território, Descentralização, Poder Local e Habitação.

Por: Bloco de Esquerda Algarve

Categories: Loulé