Quarteira

Encontro de Grupos Corais no Centro Autárquico de Quarteira

A noite de ontem ficou marcada por mais um momento cultural de grande qualidade no Auditório do Centro Autárquico de Quarteira sobrelotado.

Numa iniciativa do Grupo Coral de Quarteira, o encontro contou com a participação do grupo anfitrião e do Grupo Coral Tavira em conjunto, ou não fossem grupos irmãos, e ainda pelo Orfeão de Barrô (Aveiro).

A iniciativa contou com a presença do presidente da Junta de Freguesia de Quarteira, Telmo Pinto e da sua esposa.

No final do Encontro, foram trocadas lembranças entre os coros presentes que receberam ainda lembranças da Junta de Freguesia de Quarteira.

Os Grupos Corais de Quarteira e Tavira contam ambos com direção artística do Prof. Carlos Filipe Sousa e com o João António de Almeida ao piano e na apresentação dos temas.

O Orfeão de Barrô conta com a direção artística do Prof. Sérgio Brito.

Grupo Coral de Quarteira

O Grupo Coral de Quarteira surgiu em 2010, numa iniciativa de um grupo de entusiastas do Banco de Tempo de Quarteira. Ao longo destes quatro anos de existência, tem realizado concertos em Quarteira, Loulé, Albufeira, Tavira, Vila Real de Santo António, Évora e Águeda. O seu repertório é abrangente, entre o sacro, o popular e os espirituais afro-americanos. Tem ainda desenvoxlvido concertos temáticos.

A Direção Artística está a cargo do Professor Carlos Filipe Ferro de Sousa, professor de Educação Musical na EB2/3 D. Dinis, em Quarteira.

O Grupo Coral conta ainda com o apoio do Professor João António de Almeida ao piano e na apresentação dos concertos onde o Grupo Coral de Quarteira é anfitrião.

Grupo Coral Tavira

O Grupo Coral Tavira, coro polifónico misto a 4 vozes, fez a sua primeira aparição em Dezembro de 1990 sob a regência do seu diretor artístico e fundador, Prof. Francisco Ramos. Presentemente, a direção artística está a cargo do Prof. Carlos de Sousa. Conta também, desde 1999, com a participação do Prof. João António de Almeida ao piano.

O Grupo Coral Tavira tem desenvolvido uma intensa atividade coral, realizando vários intercâmbios corais anuais e participando e organizando Concertos Sacros e Profanos.

O Grupo Coral Tavira encontra-se ao serviço do Concelho de Tavira e de todo o Algarve.

Orfeão de Barrô

Fundado no dia 29 de junho de 2002, o Orfeão de Barrô representa a área cultural da ABARCA – Associação Barroense de Recreio, Cultura e Assistência.

Não se pode falar da história do Orfeão de Barrô sem referir o então denominado Centro Cívico e Social ABARCA, hoje Centro Cívico Eng. Adolfo Roque.

Efetivamente, após a construção da obra, surgiu a preocupação de criar organismos que viessem dar vida à sua parte mais sensível – a sala de espetáculos – já que as outras teriam a ocupação natural para que foram criadas.

Foi assim que nasceu a ideia do Orfeão de Barrô, o qual deu os seus primeiros passos no dia 15 de Dezembro de 2000, com a iniciativa do saudoso Comendador Eng. Adolfo Roque. A 28 de Dezembro, após algumas reuniões para acertar pormenores e convites a pessoas para integrarem o grupo, faz-se o primeiro ensaio.

Depois de muitos meses a ordenar naipes e moldar vozes, o Orfeão de Barrô, sob a orientação do diretor artístico Prof. Joaquim Branco, atuou, pela primeira vez, aquando da inauguração do Centro Cívico e Social, a 29 de Junho de 2002 e, pela segunda vez, no dia 21 de Setembro de 2002, na inauguração da Exposição Comemorativa do 80.º Aniversário da Travessia Aérea Portugal/Brasil, por Gago Coutinho e Sacadura Cabral.

Em Março de 2003, apresentou-se mais uma vez em público, na companhia da Orquestra Típica de Águeda e do Orfeão de Águeda, para a cerimónia do seu apadrinhamento por este último.

Desde então, tem-se destacado em diversas realizações e participações culturais, nomeadamente em inúmeros concertos efetuados por todo o país, incluindo Açores e também Espanha.

Por: Jorge Matos Dias / PlanetAlgarve

Categories: Quarteira