Algarve

PSD e as Portagens na Via do Infante

portagens_a22

O PSD Algarve, perante a confirmação do Governo que não vai reduzir o valor das portagens na A22, entende relembrar os seguintes factos:

Facto 1

Na campanha eleitoral, o PS comprometeu-se a reduzir, com carácter imediato o valor das portagens na A22. Alegaram ter um estudo que demonstrava que a redução de 50 por cento não representaria qualquer custo para o Estado. Esse estudo nunca foi tornado público.

Facto 2

Essa redução imediata seria de, pelo menos, 30 por cento, numa primeira fase, e levou a que, uma semana após as eleições, ainda antes de se perspectivar que o PS formaria Governo, ter sido enviada pelo PS uma carta a exigir que as INFRAESTRUTURAS de PORTUGAL tomassem essa decisão. Entretanto,acabaram por ser Governo e passar a ser os destinatários da sua própria exigência.

Facto 3

O Primeiro-Ministro e o Ministro das Infra-estruturas comprometeram-se que a redução teria lugar até ao Verão. Fizeram-no em múltiplas ocasiões.

Facto 4

Pelo caminho chumbaram uma proposta do PSD na Assembleia da República, da qual os deputados algarvios Cristóvão Norte e José Carlos Barros foram autores, para que, para além da redução, se suspendesse o pagamento na A22 quando os trocos correspondes da EN 125 estivessem a ser sujeitos a obras significativas, como se verifica actualmente.

Facto 5

BE e PCP sempre proclamaram que esta era a matéria número um para o Algarve. Todavia, não a levaram para a negociação com o PS,  que durou mais de um mês e da qual nasceu o Governo.

Facto 6

Como o Governo tomou a opção de que a redução nas ex-Scuts seja simultânea, é necessário abrir negociações com o concessionário da A25. Essas negociações ainda não começaram.

Conclusão:

Não haverá redução nem para o Verão nem para os próximos meses. Entretanto, também não  haverá suspensão do pagamento durante as obras na EN 125 porque PS, BE e PCP chumbaram a proposta do PSD na Assembleia da República.

Categories: Algarve