Loulé

Apresentação dos resultados da votação do Orçamento Participativo Loulé 2016 deu a conhecer os projetos vencedores

A sessão de apresentação dos 11 projetos vencedores decorreu esta segunda-feira, na Biblioteca Municipal Sophia de Mello Breyner Andresen, em Loulé.

Este ano, a participação neste projeto de participação cívica lançado pela Autarquia em 2014 teve um aumento em termos da adesão dos participantes, com uma votação de 6005 votos (808 em boletim e 5197 via SMS), mais 1046 do que em 2015.

Na freguesia de Salir, a requalificação do polidesportivo da Cortelha: laterais, piso e iluminação sucede, assim, à reabilitação do espaço junto à cooperativa dos Montes Novos (2015) como o projeto que reuniu o maior número de votos nesta iniciativa promovida pela Câmara Municipal de Loulé. No total, foram 962 os votos nesta proposta.

Relativamente às outras freguesias, em Querença, a criação de uma piscina natural na zona da Fonte Filipe mereceu 40 votos e foi o projeto mais votado. Já na Tôr, os participantes na votação desta edição decidiram-se, na sua maioria (121 votos), pelo arranjo paisagístico e construção de pequenas pracetas com vegetação, árvores e bancos em locais como o Largo da Praça da Alegria e a zona dos Vicentes. A requalificação do parque infantil junto à sede do Sport Clube Benafim, com 17 votos, foi a proposta vencedora em Benafim.

Também no interior, na freguesia de Alte, os munícipes votaram maioritariamente (168 votos) na criação de um abrigo escolar com requalificação dos lavadouros no Largo Elmano Costa, colocação de um telhado/cobertura no edifício e eliminação de alguns tanques existentes.

A localidade de Vale Judeu voltou a merecer a atenção dos participantes neste Orçamento Participativo na freguesia de S. Sebastião. Aqui, o projeto que reuniu mais votos (488) foi a requalificação do espaço de jogos da escola de Vale Judeu: colocação de piso sintético, vedação, acesso exterior e iluminação.

Noutro dos principais aglomerados urbanos do Concelho – Quarteira – o projeto vencedor no âmbito das três propostas foi a remodelação do espaço exterior e casas de banho da instituição particular de solidariedade social – Colégio Origami, que mereceu 298 dos votos nesta freguesia.

A recuperação das instalações do parque de campismo do Ameixial, ao nível dos balneários e edifícios de receção, com 66 votos, mereceu a aprovação dos votantes nesta freguesia e será a obra a realizar no âmbito do Orçamento Participativo 2016.

Na freguesia de Almancil a proposta vencedora, com 884 votos, diz respeito ao melhoramento das instalações do centro de operações Refood de Almancil, onde será criada uma casa modular, equipada com cozinha e WC. Esta obra irá apoiar o trabalho desenvolvido por esta associação, no âmbito do Movimento Zero Desperdício.

Na cidade de Loulé, freguesia de S. Clemente, os participantes aprovaram, com 87 votos, a colocação de equipamentos urbanos interativos alimentados a energia solar, com portas USB para carregamento de telemóveis, bancos, mapas e WIFI em 6 locais da freguesia que convidam a conhecer a história e o património local de Loulé.

Finalmente, na freguesia de Boliqueime, os votantes optaram maioritariamente (146 votos) pela criação da melhoria na Escola Básica Integrada de Boliqueime, ao nível das infraestruturas e equipamentos desportivos, bem como no melhoramento e cobertura de algumas áreas do recinto escolar.

A Câmara Municipal de Loulé vai disponibilizar, para a realização destas 11 obras, uma verba de 600 mil euros.

Com o slogan “No nosso Concelho, todos contam. Participe!”, o Orçamento Participativo é, em grande medida, um instrumento de participação dos cidadãos na gestão da Câmara Municipal de Loulé, que tem como objetivo principal contribuir para uma participação informada, ativa e responsável por parte dos munícipes nos processos de governança municipal.

Categories: Loulé