Algarve

Empresas atribuem 41 bolsas de excelência a alunos da Universidade do Algarve

 

Pelo quinto ano consecutivo, os melhores alunos que se matricularam na UAlg, no 1.º ano, voltaram a ser premiados numa sessão pública, que contou com vários empresários, alunos e respetivas famílias. Com a participação de 35 empresas, este ano foram atribuídas 41 bolsas, num total de cerca de 40 mil euros, que somados às 149 entregues nas edições anteriores fazem com que este projeto se aproxime dos 200 mil euros atribuídos em bolsas de excelência.

Para António Branco, reitor da UAlg, esta iniciativa é um grande projeto de responsabilidade social, que só é possível graças às empresas que nele participam. “É muito importante sublinhar a ousadia e a coragem destas empresas que reconhecem que a formação superior é importantíssima para o desenvolvimento do País.” O reitor realçou o trabalho realizado pelas escolas secundárias e agradeceu a todos os agentes envolvidos no processo educativo, sem esquecer as famílias. António Branco valorizou ainda o facto de esta iniciativa permitir criar um momento de partilha diferente entre o meio empresarial e o meio académico, apostando em conjunto na formação dos jovens, e aproximando dois universos que nem sempre se cruzam, que muitas vezes não se conhecem suficientemente bem, mas que, na sua opinião, terão muito a ganhar com esta aproximação.

Em representação das 35 empresas que este ano disponibilizaram bolsas, foi chamado a intervir Élio Vicente, diretor de relações externas e do Centro de Reabilitação de Espécies Marinhas do Zoomarine. Este empresário, licenciado em Biologia Marinha pela UAlg, falou do seu percurso académico e profissional e da importância de “sonhar sempre” e “trabalhar o suficiente”, enaltecendo os alunos premiados pelo mérito porque, na sua opinião, são “motivo de orgulho para a região e para o País”.

Maria Brito veio da Escola Secundária Dr. Francisco Fernandes Lopes, em Olhão, para o curso de Design de Comunicação na Universidade do Algarve. Desde que começou o seu percurso escolar no ensino básico, recorda-se de dizer a si mesma que “iria fazer de tudo para alcançar o melhor possível, em todas as áreas, para quando tivesse que escolher, ter sempre as portas abertas”. Durante esse percurso cumpriu a sua promessa e este ano escolheu a UAlg, com uma média superior a 18 valores. No seu discurso, em representação dos alunos, Maria reconheceu que “graças à Universidade do Algarve e às empresas patrocinadoras, todos os alunos premiados veem o seu esforço e dedicação recompensados. “É, de facto, muito gratificante estarmos aqui e sermos reconhecidos pelo nosso trabalho”.

Esta iniciativa, que privilegiou o contacto entre as empresas patrocinadoras e os alunos premiados, pretende motivar os melhores alunos a prosseguirem os seus estudos na UAlg, facultar-lhes uma formação de qualidade e promover o contacto com o tecido empresarial. A bolsa atribuída paga integralmente o valor da propina anual, que no presente ano letivo é de 969,83 euros.

Os 24 alunos premiados na primeira edição, 2012/13, que já terminaram o curso, obtiveram classificações superiores a 15, exceto um, tendo-se mantido, assim, a média exigida para a atribuição das Bolsas de Excelência.

No mesmo dia, no Grande Auditório do Campus de Gambelas, foi também entregue o prémio BPI aos diplomados com mérito no ano letivo 2014/15.

Mais informações em: http://www.ualg.pt/pt/content/bolsas-excelencia-201617

Categories: Algarve