Castro Marim

CDS do Baixo Guadiana Apoia os Concessionários da Praia de Monte Gordo

No passado dia 23 de janeiro, as concelhias de CDS, de Castro Marim e de Vila Real de Santo António, reuniram-se com os concessionários da Praia de Monte Gordo para ouvir as preocupações que estes manifestam em relação ao plano de obras prevista para a requalificação da Praia. E, analisar as propostas apresentadas, por estes, sobre a calendarização dessas mesmas obras. Ficando claro que, os 4 meses propostos para a execução das obras, demolir as estruturas existentes, construir as novas e equipá-las é um prazo muito curto. Para executar com realismo todo o plano de obras proposto e tendo presente os desvios e contratempos existentes sempre em obras desta dimensão.

As obras de requalificação da frente de mar da Praia de Monte Gordo, tal como estão programadas no presente, implicam que a 22 de fevereiro as demolições estejam concluídas e que a 31 de maio deste ano tudo esteja pronto para o início da época balnear.

  • Considerando que o turismo é uma fonte de rendimento significativa no Concelho;
  • Considerando que a Páscoa é já considerada uma época importante para o turismo na Região;
  • Considerando que estão em causa mais de 250 postos de trabalho directos que devem ser preservados;
  • Considerando que os prazos apresentados são reduzidos para a demolição e construção de novas instalações;
  • Considerando que estão também envolvidas empresas especializadas de gás, electricidade, telecomunicações, saneamento e respetivas fiscalizações;
  • Considerando que posteriormente à obra deve considerar-se a montagem de todo o equipamento necessário para o normal funcionamento de um estabelecimento com estas características;
  • Considerando a análise e a negociação junto das instituições financeiras dos necessários empréstimos, uma vez que, os montantes envolvidos são elevados;
  • Considerando o impacto negativo na imagem de uma das mais emblemáticas praias do Algarve;
  • Considerando que, de outubro a março, no Concelho de Vila Real de Santo António, a taxa de ocupação turística é significativamente inferior à dos meses em que vão decorrer as obras prevista;

O CDS do Baixo Guadiana (Castro Marim, Vila Real St António e Alcoutim) concluiu, tal como todos os Concessionários presentes que, as obras de requalificação da frente de mar da Praia de Monte Gordo deveriam ser iniciadas um outubro, ou seja, no final da época balnear.

Victor Hugo Palma, líder do CDS do Baixo Guadiana, referiu que, “ao contrário do que muitos dizem, os Concessionários não estão contra a requalificação da frente de mar da Praia de Monte Gordo, antes pelo contrário, e, as propostas por estes apresentadas são adequadas à realidade do momento. Assim sendo, só podíamos estar ao lado daqueles que, ao longo dos anos, contribuíram e muito, para projectar, nacional e internacionalmente, a imagem de excelência da Praia de Monte Gordo. Sem eles, com toda a certeza, esta praia seria diferente”, acrescentou ainda, que a Deputada do CDS, Teresa Caeiro, eleita pelo circulo de Faro virá reunir na próxima segunda-feira com os concessionários. De forma, a estudar soluções que possam minimizar os impactos negativos da calendarização de obras proposta, quer na economia local, quer nos milhares de turistas que utilizam as mais diferentes instalações da Praia, já a partir de Março.

Categories: Castro Marim, VRSA