AGENDA

Campeonato do Mundo de Equipas de Ténis em Cadeira de Rodas | Seleção Nacional joga em Vilamoura qualificação europeia

A Federação Portuguesa de Ténis ganhou a candidatura a uma das etapas de qualificação do mundial e junta-se à Premier Sports em Vilamoura de 21 a 25 de março, com um open de preparação de 16 a 19.

A seleção nacional masculina de cadeira de rodas vai poder jogar pela primeira vez em casa uma Fase de Qualificação Europeia do Campeonato do Mundo de Equipas de Ténis em Cadeira de Rodas, que a Federação Portuguesa de Ténis (FPT) e a Premier Sports vão organizar de 21 a 25 de março, na Vilamoura Tennis Academy, no Algarve.

A Federação Internacional de Ténis promove a BNP Paribas World Team Cup Wheelchair Tennis como «a Taça Davis e a Fed Cup» do desporto adaptado, com a presença dos melhores do ranking mundial e vencedores de torneios do Grand Slam.

Em 2017, a fase final deste Mundial irá disputar-se na Sardenha, em Itália, de 1 a 7 de maio e para além do país anfitrião e das outras nações que se apuram via ranking mundial, há uma vaga em cada uma das fases qualificativas. Neste momento já se realizaram os torneios de África e Ásia-Oceânia; esta semana decorre o das Américas e o derradeiro “qualifying” será o europeu, em Portugal, com 13 nações representadas no torneio masculino (entre os quais Portugal) e seis no feminino.

O selecionador nacional e coordenador do programa da FPT para o ténis adaptado, Joaquim Nunes, convocou Jean Paul Mélo (o atual bicampeão nacional de cadeira de rodas), do Clube de Ténis de Setúbal; Carlos Leitão (sete vezes campeão nacional), do Clube de Ténis de Pombal; Paulo Espírito Santo (quatro vezes campeão nacional), da Escola de Ténis José Mário Silva; e João Sanona (recente vencedor do Torneio Biscaia da Silva, em Setúbal), do Clube de Ténis de Setúbal.

O presidente da FPT, Vasco Costa, explicou que «normalmente convocamos três jogadores, mas como desta vez jogamos em casa, acreditámos que valeria a pena levarmos quatro jogadores a Vilamoura».

No último mês e meio a seleção nacional, incluindo o jogador Francisco Aguiar (do Open Village Sports) esteve envolvida em estágios de preparação para o Mundial, realizados em Santarém e Setúbal e os jogadores têm ainda a opção de concluírem a sua preparação no Open de Vilamoura, que irá realizar-se no mesmo local, nos mesmos hardcourts e com as mesmas bolas.

O Vilamoura Open integra o calendário de torneios da ITF na categoria de Futures Series, oferece três mil dólares em prémios monetários (2.835 euros), apresenta quadros de singulares feminino de 16 jogadoras e masculino de 32, havendo ainda competições de pares e de consolação.

O presidente da FPT, Vasco Costa, explica como conseguiu trazer a Portugal este torneio, apoiado pela Câmara Municipal de Loulé, pelo Instituto Português do Desporto e Juventude e pelo Instituto Nacional de Reabilitação:

«Numa reunião com o presidente da ITF (o norte-americano David Haggerty) em Londres, no final do ano passado, a FPT disponibilizou-se para realizar alguns eventos em Portugal, até porque sabíamos da vontade da ITF em deslocalizar alguns dos que se realizavam na Turquia. Temos um carinho muito grande por esta modalidade de desporto adaptado e este evento tem a importância de uma qualificação do Campeonato do Mundo de ténis em cadeira de rodas.

«Pensámos logo em Vilamoura porque em março haveria menos risco de mau tempo, e porque quer o clube quer Vilamoura são bastante planos e para o desporto adaptado isso é importante.

«Quando íamos a caminho de Londres liguei ao Pedro Frazão, ele ficou encantado, abriu-nos todas as portas e será uma organização conjunta com a Premier Sports. Houve outras candidaturas, mas a nossa foi vencedora». (Entrevista completa em anexo).

Pedro Frazão, presidente da Premier Sports e diretor de torneio na Qualificação Europeia do Mundial, acrescentou:

«A Premier Sports tem diversificado os eventos que organiza. Depois de termos revolucionado o ATP Champions Tour, ao trazer para Portugal o Vale do Lobo Grand Champions, que se afirmou logo como um exemplo no circuito mundial; continuámos com o ténis de praia, realizando em Vilamoura o Open de Portugal de Beach Tennis; para mais recentemente enriquecermos o portfolio com a Padel Nations Cup by Barral, também em Vilamoura.

«Desde os anos 90 do século passado que promovemos circuitos satélites e torneios Future, a contar para os principais rankings mundiais de ténis, como foi o caso do Vale do Lobo Open Magnesium-OK, de 15 mil dólares em prémios monetários que terminou no Domingo passado. Também apostamos nos jovens com o Vilamoura International sub-14.

«Com a FPT temos entrado, há muitos anos, em parcerias no setor da formação de treinadores e na organização do Campeonato Nacional de Veteranos Magnesium-OK em Vale do Lobo e do Campeonato Nacional de sub-12 em Vilamoura.

«Estou convencido que a Fase de Qualificação Europeia do Campeonato do Mundo de Equipas de Ténis em Cadeira de Rodas e o Vilamoura Open em cadeira de rodas serão outros sucessos a juntar aos anteriores».

Seleção Nacional de cadeira de rodas – fotografia de Joaquim Nunes-PR

Categorias:AGENDA, Desporto, Quarteira