Algarve

ALGARVE | Previsão de transporte de partículas naturais com origem em regiões áridas

Prevê-se que o Arquipélago da Madeira e as regiões do Algarve e baixo Alentejo sejam influenciados por uma massa de ar com origem no Norte de África, transportando na circulação partículas e poeiras em suspensão, durante esta quinta-feira, dia 16 de março 2017.

A persistência de uma situação sinóptica caracterizada por um anticiclone localizado a noroeste dos Açores e uma depressão centrada a noroeste do norte de África resulta, junto à superfície, em ventos do quadrante leste sobre Portugal Continental e do quadrante norte na Madeira. Estas condições favorecem a advecção e transporte de uma massa de ar formada sobre os desertos do Norte de África contribuindo para o aumento de partículas e poeiras em suspensão.

Este fenómeno natural afeta a qualidade do ar ambiente, estimando-se que possa contribuir para um aumento das concentrações de partículas em suspensão (PM10) entre 10 a 40 gm-3, nas regiões do Algarve e baixo Alentejo. Para a região do arquipélago da Madeira estima-se que este fenómeno possa contribuir para um aumento máximo das concentrações à superfície na ordem de 40gm-3.

A análise comparativa dos modelos de prognóstico de dispersão e transporte de poeiras pela circulação atmosférica indica, para o dia seguinte, que este episódio de intrusão de partículas poderá manter-se.

A APA, IP, sugere o acompanhamento da evolução dos índices diários de qualidade do ar em http://qualar.apambiente.pt, e recomenda a consulta dos conselhos para a saúde em http://www.dgs.pt.

Transporte de partículas naturais com origem em regiões áridas:

O transporte de longa distância de partículas com origem natural, em zonas áridas do Norte de África, como é o caso dos desertos do Sahara e Sahel pode causar elevados níveis de PM10. Em Portugal e nos países Mediterrânicos estes eventos são mais frequentes nos períodos de primavera e verão. Para saber mais sobre este fenómeno clique aqui.

Ficha técnica:

Mapas de previsão transporte de poeiras provenientes de regiões áridas (concentração de partículas à superfície às 0, 6, 12 e 18 UTC, e mapas de deposição seca e húmida, disponibilizados por NMMB/BSC-Dust model Imagens cedidas de NMMB/BSC-Dust model, operado por Barcelona Supercomputing Center (www.bsc.es/projects/earthscience/NMMB-BSC-DUST/)
Ficha de previsão elaborada por DCEA-FCT/UNL para APA, IP.

Ficha detalhada de previsão de eventos naturais

Apresentam-se de seguida os mapas da previsão da contribuição de partículas em suspensão com origem em regiões áridas dados pelos modelos Dream e Skiron. As imagens apresentadas permitem analisar a previsão de evolução da concentração de partículas em suspensão ao longo do dia. Os mapas seguintes dizem respeito à contribuição da concentração de partículas, bem como, à deposição seca e húmida. A deposição é o processo pelo qual as partículas de aerossol se depositam sobre superfícies, diminuindo a concentração das mesmas na atmosfera. Este processo pode ocorrer sob duas formas:

 deposição seca (quando as partículas se depositam nas superfícies por acção da gravidade, intercepção, impacto, difusão, turbulência, entre outros processos),

 deposição húmida (quando as partículas são transportadas até à superfície através das gotas de chuva).

Estes fenómenos de remoção de poeiras da atmosfera fazem-se frequentemente notar pela deposição nas superfícies (sobretudo automóveis, varandas, etc).

Categorias:Algarve, Ocorrências