AGENDA

Vanessa Fernandes compete na Taça da Europa de Quarteira sem pensar no resultado

A triatleta portuguesa Vanessa Fernandes disse hoje que não está a pensar no resultado que vai obter na prova feminina da Taça da Europa de Triatlo, marcada para sábado em Quarteira, no concelho de Loulé.

“Não vim à procura de resultados. Vim cá para me iniciar no triatlo novamente. Fico muito grata por poder fazê-lo em casa, num local onde tenho recordações espetaculares e vivi momentos lindos”, disse a atleta, na conferência de imprensa de apresentação da prova, realizada no calçadão de Quarteira.

A vice-campeã olímpica de 2008, ausente da modalidade há seis anos, competiu, há duas semanas, numa prova de estafetas mistas, em Altura, no concelho de Castro Marim, também no Algarve, mas em Quarteira será o regresso a nível individual e também a provas internacionais.

“Estar a fazer novamente o triatlo olímpico é qualquer coisa de muito bom. Por isso, os resultados não são, para mim, o objetivo principal. O objetivo principal é fazer a prova, sentir-me bem e estar no meio do público. Fico super feliz por ver as pessoas contentes por me verem”, acrescentou Vanessa Fernandes.

A triatleta, que regressou a pensar nos Jogos Olímpicos Tóquio2020, garantiu que não se sente pressionada pelo reinício numa modalidade que não praticou durante muitos anos.

“Os resultados e tudo o que se irá passar estão incluídos num processo. Amanhã [sábado] vai ser a primeira prova. Independentemente de ser última, primeira ou ficar a meio da tabela, isso não interessa. Tudo o que vier, receberei com muito agrado. Não me vou estar a pressionar com os resultados do passado”, sublinhou.

Vasco Rodrigues, Presidente da Federação de Triatlo de Portugal, agradeceu a todos os presentes e deu especial enfâse ao apoio dado por parte do Município ao longo dos anos: “Conseguimos montar uma montra do que é o triatlo Nacional e trouxemos alguns dos melhores triatletas a nível mundial. Somos excelentes organizadores de provas e um dos destinos ideais na Europa para realizar estágios. Prova disto é o número de federações que cá vêm e que passam aqui parte da sua época. As nossas expectativas são as melhores e tivemos a sorte de ter aqui os melhores triatletas nacionais. Naturalmente que temos o regresso da Vanessa mas também temos muitos outros atletas que nos vão deixar orgulhosos este fim de semana. Este ano, especialmente, esperamos resultados muito satisfatórios e naturalmente que o público irá ajudar a colorir este evento, criando condições para mostrar o que o triatlo tem de melhor”.

O Presidente da Região de Turismo do Algarve, Desidério Silva, realçou o impacto deste tipo de eventos no Algarve: “Esta prova assume-se como uma estratégia do nosso turismo em relação aos eventos que podem dar notoriedade e visibilidade à região. É a possibilidade de promovermos não só o desporto como a região enquanto destino de turístico. O apoio a esta prova é um compromisso nosso com aqueles que se envolvem, que trabalham e que organizam provas de referência nacional e internacional”.

Hugo Nunes, Vice-Presidente da Câmara Municipal de Loulé, esteve igualmente presente e reafirmou a importância da realização da Taça da Europa no município: “Tem sido um prazer trabalhar com a Federação de Triatlo de Portugal. Esta aposta existe com a intenção de valorizar o Algarve, neste caso concreto a cidade de Quarteira e o município de Loulé, como um destino desportivo na lógica da competição e na lógica turística. Este ano temos 27 nacionalidades e 240 atletas estrangeiros inscritos e acho que isso mostra bem a solidez do trabalho que tem sido feito”.

João Pereira, quinto classificado nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, apresentou-se como um dos favoritos à vitória final da prova e congratulou a organização pelo esforço e qualidade do evento: “Vou partir na prova com o número 1, que para mim é um fator motivacional. Se tudo correr bem, o resultado deverá ser parecido com o meu número de arranque. Tenho treinado aqui no Algarve, tenho tido boas sensações e estou confiante. Venho de um bom resultado conseguido em Abu Dhabi e acho que tenho tudo para conseguir um bom resultado amanhã. Já não vinha competir a Quarteira há alguns anos e fiquei bastante surpreendido com o nível da organização. Muitos parabéns aos patrocinadores, à Câmara Municipal e à Federação de Triatlo de Portugal porque sem dúvida que a prova está com alma e bastante espírito. Acho que as nossas organizações são bastante boas e isso é um motivo para esta Taça da Europa ter sempre atletas tão bons”.

Questionado acerca da vitória na edição júnior de 2016, Vasco Vilaça, referiu a importância de competir em Portugal como fator extra: “Competir em casa é espetacular e o público ajuda bastante. Sinto que tenho uma responsabilidade extra por estar em casa e tendo em conta os resultados do ano passado só me vou motivar mais para conseguir fazer o meu melhor”.

Melanie Santos afirmou estar mais concentrada e preparada para o novo ciclo olímpico e não deixou esquecer os bons momentos passados em Quarteira: “O ciclo olímpico não foi algo planeado com tempo e foi pena ter ficado apenas a um lugar do meu sonho. Mas isso dá-me boas perspetivas para o próximo ciclo e este ano vou fazer as coisas com mais tempo, mais organizadas e aprendendo com a experiência do ano passado só poderá correr bem. Adoro a prova de Quarteira não só pela organização, tempo e público mas também porque sempre que cá vim tive bons resultados. Claro que vou lutar pelo melhor e espero que corra bem e saia satisfeita”.

A Taça da Europa de Quarteira inicia-se amanhã com as competições das Elites. A primeira partida será a das senhoras, marcada para as 13h45, seguida pela prova masculina às 16h30. No domingo os atletas júnior serão os protagonistas com provas agendadas para as 8h45, partida feminina, e 10h, partida masculina.

Categorias:AGENDA, Desporto, Quarteira