Quarteira

AHDPA vai ter Centro de Dia no empreendimento de Vila Sol, em Quarteira

A AHDPA – Associação Humanitária dos Doentes de Parkinson e Alzheimer, sedeada em Vila Sol – Quarteira, reuniu em Assembleia Geral no último sábado, dia 31 de março.

Foi aprovada a alteração dos Estatutos de acordo com a nova legislação, em conformidade com a Direção Geral de Segurança Social – Centro Distrital de Faro com o objetivo de manter o estatuto de IPSS e ainda para garantir a instalação e manutenção de um Centro de Dia.

Foram aprovados o Relatório de Contas referente ao exercício de 2016 e o Plano de Atividades para o ano de 2017.

O presidente da direção, Adelino Rocha, abordou o Plano de Atividades para 2017, destacando as seguintes iniciativas:

– Preparação de um Protocolo com a Segurança Social, por forma a garantir o reconhecimento e permissão de funcionamento como Centro de Dia, situação nova na associação, considerando que só agora tem as instalações com as condições necessárias para esse efeito, localizadas no empreendimento de Vila Sol e cedidas pela autarquia de Loulé;

– Criação e manutenção de uma página web, incluindo área reservada para membros e fórum de discussão aberto a doentes, familiares e profissionais de saúde (para este efeito, a AHDPA já tem um parceiro considerado “muito útil e importante”), uma das principais agências de publicidade do país que se disponibilizou a realizar um projeto solidário que passa pela edição de um bloco de notas denominado “As Memórias Esquecidas”, que será colocado à venda em todo o país com 50% das receitas a reverterem a favor da AHDPA;

– Promover a aquisição de relógios GPRS para todos os utentes de Alzheimer, para permitir que sejam identificados os posicionamentos dos utentes, em caso de despiste ou perca de localização. A associação tem igualmente a intenção de adquirir um ou dois plasmas gigantes para que os diferentes doentes da associação possam (via skype) comunicar com familiares seus que se encontrem no estrangeiro;

– Criação de material de divulgação e informação (panfletos, brochuras, vídeos, etc.);

– Distribuição de material de divulgação por alguns centros da Segurança Social e centros de saúde, pedindo que contactem a Associação no caso de aparecimento de novos casos de Alzheimer e Parkinson;

– Promoção das atividades da associação através dos médicos: Jornais, revistas, blogues e televisão;

– Em articulação com a autarquia de Loulé, pretende promover Jornadas informativas e de esclarecimentos à população do concelho sobre as doenças mais comuns dos seus utentes, ministradas por profissionais de saúde e destinadas a estabelecimentos de ensino e público em geral;

– Criação e distribuição do cartão de associado;

– Angariação de fundos através de iniciativas particulares no âmbito da Lei do Mecenato, contactos com empresas, promoção de atividades da associação, como jantares de beneficência, etc…;

– Dinamização de encontros com outras associações congéneres em Portugal e Espanha;

– No sentido da valorização técnico profissional, pretende promover a participação regular em reuniões científicas nacionais e internacionais relacionadas com as principais doenças dos seus utentes;

– Disseminação de informações a médicos, enfermeiros, doentes e familiares;

– Aumento da visibilidade da associação nos meios de comunicação social, através da participação de associados e clínicos em entrevistas e reportagens;

– Inclusão dos associados e familiares em ações de formação e encontros nacionais sobre as principais doenças que a associação abrange;

– Manter contactos regulares com a direção da AMAL e com Presidentes de Câmaras Municipais e Juntas de Freguesia do Algarve;

– Promover palestras em escolas como forma de educar as pessoas a lidar com os portadores destas doenças;

– Promover caminhadas solidárias de angariação de fundos em estreita colaboração com a Junta de Freguesia de Quarteira;

– Participação em eventos como as feiras solidárias e outras iniciativas solidárias;

– Visitas ao Zoomarine e ao Zoo de Lagos, entre outras;

– Visitas pontuais às piscinas de Quarteira e outros equipamentos.

Por: Jorge Matos Dias / PlanetAlgarve

Categorias:Quarteira, Saúde