Algarve

Parlamento recomenda manter Centro de Medicina Física e de Reabilitação do Sul na esfera pública

Foram hoje aprovados na Assembleia da República dois Projetos de Resolução (PjR) apresentados pelo Bloco de Esquerda.

O Projeto de Resolução pela manutenção na esfera pública do Centro de Medicina de Reabilitação do Sul (CMFRS) teve a maioria do votos dos deputados, a abstenção do PSD e o voto contra do CDS-PP, e o Projeto de Resolução para a requalificação urgente do forte de Santa Catarina, em Portimão, garantiu a unanimidade dos votos.

Recordemos que no PjR que recomenda ao Governo manter o CMFRS na esfera pública, os deputados do Bloco reafirmam que a solução para o CMFR do Sul está além de questões organizativas mas sim pela necessidade de garantir que esta unidade de saúde, considerada de excelência, mantêm-se na esfera pública com total autonomia administrativa e financeira, e também com a contratação dos profissionais em falta – médicos, enfermeiros, técnicos operacionais, entre outros – permitindo um total funcionamento assegurado pela estabilidade das equipas.

Já no PjR de recomendação ao Governo para a urgente requalificação da Fortaleza de Santa Catarina, situada na Praia da Rocha em Portimão, os parlamentares bloquistas consideram que o estado de degradação em que o monumento se encontra atualmente é insustentável, na medida em que representa um perigo público e “transmite uma imagem nada abonatória para a instância turística de nome nacional – a Praia da Rocha”. Neste quadro, o Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda insta o Governo a realizar as intervenções necessárias e adequadas de forma a que o referido monumento, sob a responsabilidade da Administração dos Portos de Sines e do Algarve, volte a ser um espaço digno, valorizado e aprazível.

Ler aqui e aqui as iniciativas legislativa apresentadas.

Bloco de Esquerda Algarve

Categorias:Algarve, Saúde