Loulé

Tomada de posse das MSD Loulé

Realizou-se ontem, dia 5 de Maio, no Restaurante “O Ribeiro”, em Almancil, a tomada de posse das Mulheres Social-Democratas (MSD) de Loulé, Irina Martins de 30 anos, jurista e deputada da Assembleia Municipal de Loulé é a mais recente coordenadora deste núcleo feminino. O jantar contou com a presença do Vice-Presidente do PSD, Marco António Costa.

As MSD são uma estrutura informal com as suas raízes no PSD e disseminada um pouco por todo o país,  que tem como objectivos principais o combate ao abstencionismo feminino na participação política, a promoção e defesa da igualdade de direitos entre homens e mulheres e acima de tudo desenvolver uma consciência geral sobre a verdadeira importância e papel da mulher na sociedade actual.

Estiveram presentes neste ato de tomada de posse aproximadamente uma centena de pessoas, entre elas destaca-se a presença dos deputados do PSD à Assembleia da República Cristóvão Norte eleito pelo círculo eleitoral do Algarve e Rubina Berardo eleita pelo círculo eleitoral da Madeira e ainda o Candidato do PSD à Câmara Municipal de Loulé, José Graça, a quem todos os oradores dirigiram uma palavra de louvor e apreço pelo seu carácter, coragem e trabalho profícuo em prol da população e do concelho de Loulé.

Os oradores convidados, foram Cláudia Luz, coordenadora das MSD Algarve; Lina Lopes, coordenadora nacional das MSD; Rui Cristina, Presidente do PSD Loulé; David Santos, Presidente do PSD Algarve; e Marco António Costa, Vice-Presidente do PSD. Todos eles frisaram a importância da participação pública e política da mulher e o quão urgente é que estas assumam sem pruridos um papel liderante na sociedade.

Rui Cristina deixou na sua intervenção um desafio às mulheres Louletanas e Social-Democratas tendo em conta que estas representam mais de metade da população, afirmando “que a mulher com a sua inteligência e visão prática, com a sua sensibilidade para perceber os problemas alheios, poderá humanizar cada vez mais a política e aproximar ainda mais os eleitos dos eleitores”.

Marco António Costa alertou que ainda estamos a verificar em Portugal as consequências e impacto negativo que 47 anos de ditadura tiveram sobre os direitos das mulheres assim como na sua participação activa para a construção da sociedade. E ainda que é urgente a implementação de políticas que relativizem este atraso e levem as mulheres a participar cada vez mais activamente na política e na sociedade civil.

Na sua intervenção, Irina Martins frisou a importância de envolver também os homens na luta pela igualdade de género e que esta não é apenas uma batalha feminina.  Afirmou ainda “que tendo em conta que a mulher representa 52% da população Portuguesa, se não apostarmos nas mulheres estamos a abdicar de 52% do potencial de Portugal, estamos a fechar os olhos a 52% do talento Português, estamos a restringir 52% da população Portuguesa a troco de nada, as mulheres precisam de se sentir também elas representadas, por mulheres que compreendam as suas necessidades e problemáticas”. Apresentou ainda a sua equipa composta por: Elsa Pires, Graciete Botelho, Marilyn Tomás, Maria de Deus Domingos, Sílvia Martins, Francisca Sousa Maria José Vasques, Bárbara Amaral, Telma Apolónia.  Uma equipa bastante heterogénea de diferentes contextos profissionais, de várias faixas etárias e pertencentes às diversas freguesias do Concelho de Loulé.

Esta equipa dinâmica e motivada assumiu como compromisso diante de todos os presentes, o combate à discriminação e pela igualdade de género assim como pela luta na participação e papel cada vez mais activo das mulheres no concelho de Loulé.

Categorias:Loulé