Loulé

Loulé é lead partner do projeto europeu | “Vital Cities” reúnem-se em Rieti, Itália, para debater projetos e criar marca

De 10 a 12 de maio, as dez cidades europeias que integram o projeto “Vital Cities” estiveram reunidas em Rieti, Itália, para um encontro transacional intermédio que visou fazer um balanço das ações realizadas pelos parceiros até ao momento, análise dos deep dives (“mergulho profundos”) realizados às cidades, preparação dos Planos de Ação Integrada e proposta de criação de uma marca, numa altura em que faltam 10 meses para finalizar o projeto.

Foram três dias de intensa atividade, com momentos de debate, apresentações e visitas às áreas que serão intervencionadas em Rieti. Durante as sessões, os parceiros tiveram oportunidade de apresentar os seus projetos integrados nas “Vital Cities” e que têm por objetivo final promover a inclusão social através do desporto e da prática de atividade física.

No caso de Loulé, líder da rede, coube a Tiago Guadalupe, coordenador local do projeto “Vital Cities”, a apresentação do que está a ser realizado e que passa, fundamentalmente, por três intervenções. Nas Ruas Coppingen e Stuttgart, zona densamente habitada no coração da cidade de Quarteira, estão no terreno os trabalhos para criação de um espaço verde, arborizado, com equipamentos de outdoor fitness e espaço infantil que ficarão ao serviço da população, com o objetivo de estimular a atividade física e a vida social. O investimento é de 240 mil euros, prevendo-se que esteja concluída durante a primeira quinzena de julho.

Também em Quarteira, está em fase de abertura do concurso para a empreitada na zona envolvente à Abelheira e Amendoeira. Pretende-se, nesta zona de intervenção, criar uma ligação entre os dois bairros que permita recuperar toda esta área para que a mesma possa ser usufruída em plenitude pela população.  Já em Loulé, será requalificada a envolvente ao Estádio Municipal, valorizando-a para a prática desportiva e abrindo-a a novas valências. Um dos pontos principais do projeto é criar uma nova solução para o muro do Estádio uma vez que este constitui uma barreira entre os bairros e arruamentos envolventes. O projeto está em fase de conclusão.

Mas Tiago Guadalupe falou também do vasto programa de atividades promovidas no Concelho de Loulé, que vão ao encontro da essência das “Vital Cities”, e que são consideradas pelos parceiros como um modelo a seguir: “Páscoa Ativa”, “Quinzena Vital Cities”, “Individualidades nas Escolas” ou “Clubes nas Escolas”. “Todos esses eventos permitem que as diversas faixas etárias sejam, no fundo, contagiadas por esse bichinho da atividade física”, referiu. O representante de Loulé acredita que após este encontro, “os parceiros entendem, de forma mais clara, que os problemas que têm são basicamente os mesmos mas que a resposta que cada uma das cidades irá dar é diferente pois o contexto, a cultura e as tradições são diferentes”.

A título de balanço, Hugo Nunes, lead partner, considerou que este encontro marcou uma nova fase no projeto. “Depois do feedback dessas visitas, está na altura de começar a implementar o projeto e, ao mesmo tempo, construir aquilo que é um Plano de Ação Integrada para que, não só as áreas que vão ser objeto de intervenção, mas também o próprio conceito das “Vital Cities” possam ser concretizados”.

Considerando que as dez cidades “fizeram já um enorme progresso” fruto também da troca de experiências alcançadas com as deep dives, para Hugo Nunes, no caso de Loulé as perspetivas que se abrem são boas. “Temos a vantagem de, desde o princípio, o projeto e o conceito que está por detrás das “Vital Cities” ser muito claro para nós”, referiu.

Hugo Nunes falou ainda do interesse dos parceiros em criar um selo “Vital Cities” que “reconheça e distinga as cidades que têm instrumentos de política, bem como espaços e atividades em curso que concorrem para este objetivo de promoção da inclusão das pessoas através da atividade física e do desporto”.

Já o lead expert do projeto, Twan de Bruijn, realçou “o trabalho de autoanálise realizado ao longo destes dias” que permitirá agora que cada cidade trace o seu próprio caminho com vista ao objetivo comum aos dez parceiros.

Categorias:Loulé, Europa