Algarve

Eco-casal traz ao Algarve a Maratona SUP contra a poluição plástica

O casal Carolyn Newton, professora britânica da escola primária, e o seu parceiro brasileiro Carlos de Sousa, professor de educação física especializado em trabalhar com crianças com necessidades educacionais especiais, estão a caminhar por toda a Europa, completando uma maratona em 12 países diferentes para aumentar a conscientização sobre os efeitos do plástico nos oceanos.

O casal angariou a ajuda dos clubes do SUP em toda a Europa para ajudar a planear as rotas das maratonas e incentivar os membros do clube e qualquer público a juntarem-se a eles.

Carlos e Carolyn, apaixonados pelo desporto e pela proteção do meio ambiente e inspirados pelo surfista brasileiro Jairo Lumertz, que executa o bem sucedido “Eco Board Project”, criaram as suas próprias pranchas em 124 garrafas plásticas.

A sua primeira maratona SUP foi realizada no Dia Mundial do Oceano (8 de junho), no rio Dordogne, na França, de Saint Julien de Lampon a Saint Cyprien. O casal tornou-se as primeiras pessoas a completar uma maratona em pranchas Stand Up Paddle feitas de garrafas de plástico.

Com a ajuda do Algarve SUP e BlueXperiences, irão realizar um evento similar em Silves, no sábado, 8 de julho, começando no início da manhã (às 8h, dependendo das marés) e remando o rio Arade até Portimão e, a leste, ao longo do Litoral para Quarteira: 42 quilômetros no total.

Em seguida, seguem para Noli, na Itália, onde irão colaborar com o Green Surf Festival em 15 de julho.

Os dois professores levam as suas maratonas ao mundo para aumentar a conscientização sobre a questão da poluição plástica no oceano – uma ameaça global que atingiu proporções alarmantes.

De acordo com o Fórum Económico Mundial, até 2050 haverá mais plástico no oceano do que peixe – ou o equivalente a uma carga de lixo cada minuto.

Carlos e Carolyn querem encorajar o maior número de pessoas possível para se tornarem ativos e se reconciliarem com a natureza através do desporto e testemunharem por si mesmos os problemas de poluição na água porque, dizem eles, “uma vez que você remou juntamente com lixo plástico, torna-se impossível ignorar”.

Para obter mais informações, como participar numa maratona ou como construir um quadro, vá até: thewhalecompany.co.uk/route.

Carolyn e Carlos também são voluntários da caridade Watertrek. Para contribuir para a sua expedição, vá até à página do JustGiving: https://www.justgiving.com/crowdfunding/plastic-bottle-sup.

Tradução de Jorge Matos Dias / PlanetAlgarve

Veja o texto original no The Portugal News online.

Categorias:Algarve