Quarteira

QUARTEIRA | Crianças e Jovens do Projeto Akredita +E6G aprendem conceito da solidariedade e do voluntariado

A Associação Akredita em Ti, de Quarteira, no âmbito do Projeto Akredita +E6G, financiado pelo Programa Escolhas, promoveu ontem uma iniciativa com o objetivo de incutir nas crianças e nos jovens em risco com quem trabalham o princípio da solidariedade e do voluntariado, uma iniciativa que contou com a presença do presidente da Akredita em Ti, Fábio Nobre.

A iniciativa consistiu na confeção e distribuição de refeições aos sem abrigo e aos mais desfavorecidos utentes do MAPS – Movimento de Apoio à Problemática da SIDA / Projeto Cuida-te!, em Quarteira, em coordenação com os enfermeiros do turno das quartas-feiras, Inês Ferreira e André Morais.

Ruben Andrade (Ruca), da Akredita em Ti, disse ao PlanetAlgarve que “esta é uma medida que nós criámos, no âmbito do Programa Escolhas, e consiste em eles perceberem o que é solidariedade e depois praticarem voluntariado. Ainda hoje tivemos uma breve conversa com eles sobre oque é o voluntariado, onde eles conseguiram chegar à conclusão que voluntariado é tu querer ajudar sem esperar nada em troca. Estas crianças e estes jovens têm alguma dificuldade em darem sem ficarem à espera de não receberem nada em troca. Então, esta medida é para estimular este princípio da solidariedade e do voluntariado e a felicidade que existe para a nossa comunidade quando há iniciativas como esta”.

Ruben adiantou que “todas as iniciativas que a Associação Akredita em Ti promove estão dentro do Programa Escolhas. Não obstante, independentemente de continuarmos ou não com o Programa Escolhas, iremos dar continuidade a estas medidas porque fazem todo o sentido. Numa fase inicial, pretendemos fazer estas iniciativas de voluntariado com uma periodicidade quinzenal e, depois, passar a semanal”.

Essas iniciativas “serão as mais diversas, desde fazer animação num lar de idosos a outras que nós entendermos que vai ser positivo para eles conseguirem absorver este princípio da solidariedade e do voluntariado”, acrescenta.

Este responsável da Akredita em Ti revela que “já tínhamos esta ideia mas não tínhamos os meios, os equipamentos e o local para o fazer. Até chegámos a pensar em fazê-lo na rua, onde estão os sem abrigo. Entretanto, surgiu a ideia do MAPS, falámos com o Ismael e tivemos esta oportunidade que o MAPS nos proporcionou”.

Assim, “os jovens prepararam a refeição e tudo o mais, depois trouxemos para aqui e são eles próprios que servem as refeições às pessoas. A ideia era também que estas pessoas partilhassem com estes jovens os seus testemunhos, a sua experiência de vida que os levou até aqui, com o objetivo de os sensibilizar para determinados padrões de conduta porque eles estão numa fase em que as adversidades da sociedade relativas a desvios poderão começar a surgir e é estes testemunhos na primeira pessoa são importantes para eles terem uma noção real daquilo que acontece”, finaliza Ruben Andrade.

O Escolhas é um programa governamental de âmbito nacional promovido pela Presidência do Conselho de Ministros e integrado no Alto Comissariado para as Migrações – ACM, IP, cuja missão é promover a inclusão social de crianças e jovens de contextos socioeconómicos vulneráveis, visando a igualdade de oportunidades e o reforço da coesão social. Saiba mais sobre o Projeto Akredita +E6G AQUI.

Por: Jorge Matos Dias / PlanetAlgarve

Categorias:Quarteira