AGENDA

Loulé assinala Jornadas Europeias do Património com o mote “Património e Natureza” | 22 a 24 de setembro

Nos dias 22 e 23 de setembro, o Município de Loulé associa-se a mais uma edição das Jornadas Europeias do Património , este ano subordinadas ao tema “Património e Natureza – Pessoas, Lugares e Histórias”. Trata-se de uma iniciativa conjunta do Conselho da Europa e da União Europeia que é coordenada, em Portugal, pela Direção Geral do Património Cultural, e cujo objetivo é mostrar como o património, a natureza e as comunidades se cruzam nas suas diferentes expressões – mais urbanas ou mais rurais – e chamar a atenção para a necessidade de preservar e valorizar esta relação, fundamental para a qualidade da vida, para a qualificação do território e para o reforço de identidades.

Durante esta semana, e no âmbito destas Jornadas, o Museu Municipal de Loulé vai promover uma série de “Visitas Improváveis” à sua reserva. Os participantes terão a oportunidade de conhecer um dos locais do Museu que geralmente é vedado ao público e onde se encontra um manancial de objetos que são tratados e estudados pelos técnicos para posterior musealização. Estas visitas decorrem entre os dias 18 e 22, às 10h00, 11h30, 14h00 e 15h00, e no dia 23, às 10h00 e 11h30. O número máximo de participantes por visita é de 5 pessoas. As inscrições são gratuitas e obrigatórias através de museu@cm-loule.pt ou 289 400 885.

Para o dia 22, pelas 14h30, a proposta é mais uma sessão da rubrica habitual do Pólo Museológico Cândido Guerreiro e Condes de Alte “Alte pela janela do tempo”, onde a população é convidada para uma tertúlia sobre as vivências passadas desta aldeia.

Pelas 18h00, na Sala Polivalente do Museu, Ana Resende e Amândio Viegas participam na atividade “Conversas com História” sobre a intervenção arqueológica num edifício da Rua Pedro de Freitas. Após a realização de escavações arqueológicas de acompanhamento a uma obra particular que decorria no Centro Histórico de Loulé, encontraram-se vestígios do sistema defensivo que permitiram redefinir os limites da muralha dentro do atual centro urbano. Este é o mote para uma conversa sobre a história da cidade de Loulé.

No dia 23, pelas 16h00, na Alcaidaria do Castelo de Loulé, irá acontecer o projeto “O Castelo e a História de Loulé”. O programa inicia-se pelas 16h00, com a apresentação da Lenda da Moura de Cássima, pelo Teatro Análise de Loulé – Casa da Cultura, seguido de um atelier para crianças inspirado na lenda (16h15). Pelas 17h00, terá início a palestra, por Luis Palma, seguida de um passeio pelo Centro Histórico (18h00). Trata-se de um projeto da Almargem – Associação de Defesa do Património Cultural e Ambiental do Algarve, promovido pela Direção Regional de Cultura do Algarve, com o apoio da Câmara Municipal de Loulé.

A Caminhada “Ribeira do Vascão – onde nasce uma escrita” acontece no dia 23, a partir das 10h30, no Ameixial. Entre os vales encaixados e os terrenos agrícolas das ribeiras do Vascanito e do Vascãozinho, esta caminhada é dedicada à escrita do Sudoeste e à Idade do Ferro na serra do Algarve, visitando três sítios arqueológicos onde já foram encontradas estelas com esta escrita.

Ao longo do percurso os participantes ficarão ainda a conhecer a beleza natural do local e algum do património etnográfico que modela a paisagem na freguesia do Ameixial, sendo o ponto de encontro para o início da caminhada a Casa de Pasto Central da Serra (Ameixial). Esta atividade é também organizada pelo Projeto ESTELA e pelo Festival de Caminhadas do Ameixial, em conjunto com o Museu Nacional de Arqueologia e o Museu Municipal de Loulé.

Sob a coordenação de Pedro Barros e integrada no programa da Exposição “Loulé. Territórios, Memórias, Identidades”, esta é mais uma caminhada arqueológica que tem em vista dar a conhecer a riqueza patrimonial arqueológica do Concelho, percorrendo os vários milénios da História de Loulé.

As inscrições são gratuitas e obrigatórias: exposicaolouleeducativo@mnarqueologia.dgpc.pt ou 289 400 611. Aconselha-se os participantes a levar roupa e calçado confortável, água e comida para o piquenique.

Finalmente, às 18h00, realiza-se o Passeio Literário “Cândido Guerreiro, o Poeta de Alte”. Tendo como ponto de encontro a Fonte Pequena, este passeio nasce no contexto das atividades desenvolvidas pelas investigadoras do Projeto Lit&Tour, um projeto que visa estudar e promover as diversas manifestações do diálogo entre a Literatura e o Turismo.

O passeio será orientado pelo professor da Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril, Vítor Ambrósio, criador deste percurso juntamente com Rita Baleiro, Sílvia Quinteiro e Paula Martins da Universidade do Algarve. As inscrições são gratuitas e obrigatórias através de 289 478 058 ou pmalte@cm-loule.pt

É de referir ainda que, em Lisboa, no Museu Nacional de Arqueologia, em Belém, o sábado, dia 23 de setembro, oferece duas visitas guiadas à Exposição “Loulé. Territórios. Memórias. Identidades”, às 11h00 e às 15h00, e um ateliê de cinzelagem com o tema “Artes de Fogo: A Insígnia de Loulé – Património e Natureza”, destinado ao público em geral.

Categorias:AGENDA, Loulé