Albufeira

Albufeira comemorou Dia do Município

Na segunda-feira, dia 20 de agosto, Albufeira comemorou o Dia do Município. O feriado municipal foi assinalado com um programa de dois dias, que este ano teve como ponto alto a cerimónia de homenagem e atribuição, a título póstumo, da Medalha de Honra do Município de Albufeira – Grau Ouro, a Carlos Silva e Sousa, presidente da Câmara Municipal falecido no passado mês de fevereiro. As comemorações continuaram noite adentro com o concerto à beira mar ao som dos Resistência e a tradicional sessão de fogo-de-artifício na Praia dos Pescadores.

O Município de Albufeira comemorou o seu feriado municipal, data que simboliza a entrega da Carta de Foral, em 1504, pelo rei D. Manuel I. Este ano, o programa começou mais cedo, no dia 19, domingo, com a “13.ª Prova de Mar de Albufeira”, que teve lugar na Praia dos Pescadores e resultou de uma organização do Futebol Clube de Ferreiras com ao apoio da Câmara Municipal de Albufeira, da Associação de Natação do Algarve, Junta de Freguesia de Albufeira e Olhos de Água, Marina Yatch Club e Albufeira Surf Clube.

No final da tarde foi realizada a abertura oficial do Parque do Ribeiro, situado entre a Rotunda dos Descobrimentos e o Parque de Campismo, contíguo à Avenida Eng.º Pessanha Viegas. A primeira fase das obras do Parque do Ribeiro foi concluída e apresentada há um ano atrás (2017), precisamente no Dia do Município. Este parque possui cerca de 1 quilómetro de comprimento, uma área de 44.000,00m2 e faz o acesso pedonal à zona antiga da cidade de Albufeira (Avenida da Liberdade). É constituído por várias zonas relvadas e árvores e divide-se em vários tipos de espaços, tais como percursos pedonais e ciclovia (a Ciclovia da Ribeira), sendo atravessado pelo percurso pedonal/ciclável que liga Albufeira à Via Algarviana; parqueamento de bicicletas; quatro zonas de merendas; equipamentos de fitness; zona de parque infantil inclusivo, que se insere no âmbito de um projeto mais alargado intitulado “Recreio para Todos”, que comporta, para além do Parque Infantil Inclusivo, uma área de equipamento multigeracional e de crossfit, e ainda uma praça central com bancos modernos, que permite estabelecer ligação à rede wifi, ouvir música ou simplesmente descansar.

“O Parque do Ribeiro, cujo nome deriva do ribeiro que por aqui passa, veio aumentar a segurança nesta zona da cidade, permitindo aos peões circularem fora da faixa de rodagem. Os turistas que pernoitam no parque de campismo podem agora caminhar pelo passeio pedonal até ao Centro Antigo de Albufeira, de forma cómoda e segura”, destacou José Carlos Rolo. O presidente da Câmara Municipal referiu ainda que houve uma preocupação ambiental e de sustentabilidade na construção do Parque. “A água utilizada para a rega é proveniente da Nora aqui existente e a iluminação do passeio pedonal é feita através de energia fotovoltaica, não existindo custos para a manutenção deste espaço”. Na totalidade, a obra teve um custo aproximado de 210 mil euros.

O Parque do Ribeiro foi o ponto de partida para uma Caminhada Solidária, organizada pelo grupo de Caminhadas ao Luar, que reverteu a favor dos Bombeiros Voluntários de Albufeira. Os participantes conseguiram angariar mil euros para a Associação Humanitária.

No dia 20, Dia do Município de Albufeira, as cerimónias oficiais começaram logo pela manhã, com o tradicional Hastear das Bandeiras, nos Paços do Concelho, ao som do Hino Nacional interpretado pela Banda da Sociedade Musical e Recreio Popular de Paderne. A Guarda de Honra foi feita pelos Bombeiros Voluntários e a Fanfarra desfilou pelas ruas da cidade. As cerimónias prosseguiram no Largo dos Paços do Concelho com a homenagem e atribuição da Medalha de Honra do Município de Albufeira- Grau Ouro, a título póstumo, a Carlos Silva e Sousa, presidente da Câmara Municipal de Albufeira, que faleceu no passado mês de fevereiro. O presidente da Câmara Municipal entregou a insígnia à família de Carlos Silva e Sousa e fez questão de relembrar que “Carlos Silva e Sousa foi um homem arrojado, lutador, que sonhou com o futuro, um homem que tinha a sua singularidade. Temos uma dívida para com ele. Foi um homem justo, bom, um cidadão exemplar, um político com um percurso discreto, mas de grande importância e um autarca que mereceu por duas vezes a vontade dos albufeirenses”. José Carlos Rolo assegurou que irá dar continuidade aos projetos do falecido autarca: “honrar uma dívida implica ação. Os grandes projetos de Carlos Silva e Sousa terão a continuidade que lhe será devida, tendo em conta as circunstâncias de cada momento. O Plano de Drenagem está em andamento, encontrando-se na fase final as sondagens do terreno por onde irá passar o túnel. Depois teremos a elaboração dos projetos e o lançamento dos concursos para que a grande obra apareça”. No plano da habitação, José Carlos Rolo explicou que “pegámos nos projetos de Carlos Silva e Sousa e iremos ampliá-los ainda mais. Estamos a identificar terrenos para que dentro de muito pouco tempo nasçam, em cada zona do concelho, entre 20 e 30 habitações de caráter social. Neste momento, estamos também a identificar espaços para criar um parque industrial e comercial que sirva para aumentar a diversidade económica do concelho e o torne, assim, mais sustentável”. O presidente da Câmara de Albufeira avançou ainda que “iremos apresentar o novo plano de reabilitação e requalificação dos espaços urbanos, o qual passa nomeadamente pela conclusão das nossas ruas e estradas, passando pela pavimentação, iluminação pública, reabilitação dos sistemas de águas residuais e pluviais, não esquecendo a reorganização dos acessos às praias e aos estacionamentos que as servem”. O autarca de Albufeira garantiu que não esquece a Educação e Cultura, pilares de desenvolvimento do povo, e nelas irá apostar fortemente. “Queremos com o nosso trabalho honrar todos os cidadãos e desse modo devolver a Carlos Silva e Sousa o tanto que ele nos deu”, concluiu.

O chefe da Casa Militar, Tenente General João Vaz Antunes, interveio em representação do presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, referindo que “o gesto desta edilidade ao ligar as celebrações do Dia do Município a esta homenagem a um dos filhos desta terra reveste-se de particular significado pela nobreza que revela. Esta é uma homenagem justíssima por aquilo que fez em defesa das populações e das legítimas pretensões do Algarve; por aquilo que fez, muito em particular, pelo bem-estar das populações deste concelho e pelo seu contínuo e sustentado desenvolvimento; pelo que fez enquanto deputado à Assembleia da República e como autarca; pelo que fez enquanto advogado e cidadão empenhado na defesa do bem comum e no serviço aos outros; mas acima de tudo pelo que fez enquanto personalidade integral e multifacetada que se dedicou como poucos à salvaguarda da nossa cultura, da nossa economia e da justiça social”.

A encerrar os discursos, o presidente da Assembleia Municipal de Albufeira recordou Carlos Silva e Sousa emotivamente, referindo que “foi um homem que deixou marca na cidade, no concelho e na vida de todos nós”. Paulo Freitas confessou que Carlos Silva e Sousa não foi só um amigo, mas também “um mentor, um companheiro, um crítico com quem aprendi muito”.

Após a homenagem, foi realizada a aposição do retrato de Carlos Silva e Sousa na “Galeria dos Presidentes”, espaço mural do 1º andar do Edifício da Câmara Municipal e foi oferecido um livro a todos os presentes sobre a vida do autarca – “ Carlos Silva e Sousa, um Homem Singular”- editado pelo Município de Albufeira.

À noite, os Resistência subiram ao palco da Praça dos Pescadores para mais um concerto memorável com a plateia ao rubro a cantar em uníssono os temas mais conhecidos da banda. À meia-noite a tradicional sessão de fogo-de-artifício na Praia dos Pescadores marcou o encerramento do Dia do Município de Albufeira.

Categories: Albufeira