Loulé

Câmara Municipal de Loulé aceita propostas PAN para contratar médico veterinário e investir em novo canil

 

O PAN – Pessoas-Animais-Natureza – visitou o Canil Municipal de Loulé nas vésperas da implementação da nova Lei n.º 27/2016, de 23 de Agosto, que estabelece a proibição do abate de animais errantes como forma de controlo da população, privilegiando a esterilização e as campanhas de adoção.  Na sequência das propostas apresentadas anteriormente pelo partido ao atual executivo, e segundo confirmação do mesmo, foi assegurado o reforço da equipa existente com a contratação de uma médica veterinária que entrará em funções antes do final do ano.

De acordo com as informações fornecida pelo Médico Veterinário Municipal, Dr. Paulo Pina, o Município de Loulé tem promovido políticas de esterilização e colocação de microchips gratuitos aos animais de colónias identificadas como tendo “cuidadores responsáveis”.  Segundo estas informações, foram feitas mais de 300 operações no espaço de um ano, que tem contribuído para que os animais sejam adotados sem recorrer a abates. Os animais são assim entregues gratuitamente já esterilizados, vacinados, com microchip e devidamente registados, após assinatura de termo de responsabilidade.

Rosa de Sousa, membro do PAN Loulé, insiste na “necessidade de serem criados mecanismos de controlo e registo de modo eletrónico de todos os animais, desde a entrada até à saída do canil, com a publicação da respetiva foto e informação de perfil na página on-line do mesmo”. Respondendo a este apelo do PAN, Abílio Sousa, Vereador da Câmara Municipal, refere que o município ainda não está preparado a nível técnico, mas criará as condições para que isso aconteça muito em breve.

O Médico Veterinário Municipal reconhece ser esse o caminho para o futuro, mas acrescenta que as leis por si só não mudam as coisas, será necessária mais fiscalização.

Paulo Baptista, Comissário Político Nacional do PAN, considera que “foram dados alguns passos relevantes, mas é fundamental um espaço maior para os animais, com zonas de exercício para que possam viver em condições condignas e que lhes permitam dispor do espaço adequado às suas necessidades fisiológicas e etológicas, devendo o mesmo permitir não só a prática de exercício físico como o refúgio se sujeitos a agressão por parte de outros animais”.

O Vereador Abílio Sousa confirma que o Presidente Vítor Aleixo manifestou vontade de o concretizar, sobretudo agora que o Canil Intermunicipal do Algarve falhou, mas acrescenta que existem dificuldades em encontrar um terreno para o construir.

O PAN Loulé aguarda então que o novo elemento da equipa veterinária entre em funções efetivas e considera que o executivo deve ultrapassar estas dificuldades o quanto antes. O partido continuará a acompanhar o processo e a trabalhar junto do município para que este projeto se concretize.

PAN – Pessoas-Animais-Natureza

Categories: Loulé