Albufeira

Albufeira em destaque no anuário financeiro dos municípios portugueses

“Queremos a excelência para Albufeira em todos os setores da sociedade, queremos as nossas populações, a residente e a migrante, satisfeitas e com perspectivas de futuro e para isso, o coração tem que estar de plena saúde, que neste caso é a área económica e financeira”, refere José Carlos Rolo face aos dados do ano de 2017 do Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses. Albufeira ocupa lugares de destaque em diversos critérios. 

Foi já publicado o Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses, documento que faz a radiografia às 308 câmaras municipais do país.

Albufeira ocupa lugar de destaque em diversos parâmetros, que contribuem para que atinja o 2º Lugar do Ranking Global da independência financeira do país, apenas superado por Lisboa.

Albufeira pontua em 1.º lugar no Ranking Nacional quanto ao melhor grau de execução da despesa relativamente aos compromissos assumidos. Deste modo, lidera também a tabela dos 20 municípios do país com melhor grau de cobertura das despesas e, no âmbito regional, é o segundo município algarvio com a melhor pontuação global.

A par deste dado, saliente-se igualmente que Albufeira é o segundo município que apresentou uma maior diminuição do IMI.

O Anuário apresenta o desempenho económico e financeiro dos municípios no ano de 2017 e Albufeira destaca-se não só nas áreas acima citadas, como em outras de grande relevância: entre os 308 municípios portugueses, Albufeira ocupa o 10.º lugar da tabela dos municípios com os maiores resultados económicos no ano transato.

Para o Presidente da Câmara Municipal de Albufeira, José Carlos Rolo, este desempenho económico e financeiro é fruto de “um trabalho muito focalizado por parte deste Executivo e dos funcionários da Câmara Municipal”. O autarca sublinha “a sustentabilidade económico-financeira da autarquia” como sendo “uma prioridade”. José Carlos Rolo aponta para o futuro e defende “a excelência para Albufeira em todos os setores da sociedade, queremos as nossas populações, a residente e a migrante, satisfeitas e com perspetivas de futuro e para isso, o coração tem que estar de plena saúde, que neste caso é a área económica e financeira.”

Estes dados foram divulgados aquando da apresentação da edição de 2017 do Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses, que vai já na sua 14.ª edição. O projeto é coordenado pelo CICF do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA), em colaboração com a Ordem dos Contabilistas Certificados, o Tribunal de Contas e a Universidade do Minho.

O Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses é considerado uma referência na monitorização da eficiência do uso dos recursos públicos na administração local.

Categories: Albufeira