Loulé

Autarquia de Loulé investe 2,5 milhões de euros em saneamento básico às portas da cidade

Foi assinado ontem, no Café 1.º de Janeiro, em Clareanes, o ato de consignação da empreitada para execução da obra de rede de abastecimento de água e rede de esgotos de Clareanes, Malhada Velha e Carvalhal, na freguesia de S. Clemente, na periferia da cidade de Loulé, um investimento de cerca de 2,5 milhões de euros e que irá beneficiar perto de 250 habitantes.

O documento foi assinado pelo presidente da Câmara Municipal de Loulé, Vítor Aleixo e pelos representantes do consórcio constituído pelas empresas Hidralgar, Eduardo Pinto Viegas e J. J Brito.

Perante um grupo de cidadãos da área abrangida pela obra, Vítor Aleixo começou por se congratular pelo facto de o concurso ter sido ganho por empresas locais, evitando, assim, a saída de verbas para outras zonas do país, fomentando a economia regional. O edil louletano lamentou ainda a demora do arranque da obra, explicando que o ritmo do processo burocrático do Código da Contratação Pública a isso obriga. Não obstante, considerou este “um dia importante porque a obra vai iniciar-se, pelo que este é um momento de muita alegria para muitas pessoas que vivem aqui nesta zona”.

O presidente da Junta de Freguesia de C. Clemente, Carlos Filipe, regozijou-se por esta obra ser mais uma promessa eleitoral cumprida: “Estive nesta mesma casa em campanha eleitoral a prometer esta obra e houve quem me questionasse se era mesmo para ser feita ou se era só campanha eleitora. Afirmei que se não fosse para ser feita, não estaria aqui e cá estamos a anunciar o arranque da obra”, sustentou.

Esta empreitada prevê a construção de uma rede de condutas de abastecimento de água com a extensão total de 6,1Km, de uma rede adutora de abastecimento de água com a extensão total de mais de 17Km, de uma rede de coletores gravíticos (esgotos) com a extensão total de 11,80Km, de uma rede de condutas elevatórias (esgotos) com a extensão total de 2Km e de três estações elevatórias de esgotos domésticos.

Prevê-se que os trabalhos arranquem no final do ano e que tenham a duração de 18 meses, prevendo-se a sua conclusão em junho de 2020.

Dotar todo o território concelhio de saneamento básico, num trabalho de grande importância para a qualidade de vida das populações, tem sido uma das principais preocupações e um forte investimento da Câmara Municipal de Loulé.

Por: Jorge Matos Dias / PlanetAlgarve

Veja também o Vídeo.

Categories: Loulé