Consumidor

“Sei que realizaram testes sobre loções corporais para pele seca, a que conclusões chegaram?”

Delegação Regional do Algarve

CONSULTÓRIO DO CONSUMIDOR / DECO

A DECO INFORMA…

Testámos 11 loções corporais para pele seca. Todas são eficazes a hidratar, mas três incluem ingredientes suspeitos de prejudicar a saúde.

Na maioria, as loções corporais testadas dizem-se para pele seca ou normal a seca e são eficazes a hidratar a pele. Contudo, as loções Dove Essencial Body Milk e Barral Leite Hidratante contêm desreguladores endócrinos, substâncias que podem favorecer,por exemplo, o desenvolvimento de cancro e infertilidade.

ANivea Smooth Milk Suavizante, por sua vez, inclui uma fragrância que não é proibida, mas foi considerada pouco segura pelo Comité Científico para a Segurança dos Consumidores, da União Europeia, por se suspeitar, com base em estudos em animais, que pode afetar a fertilidade.

Sete loções analisadas contêm ainda fragrâncias com alto potencial alergénico, que podem causar irritações e reações alérgicas na pele mais sensível ou com tendência para alergias.

A capacidade de hidratação dos produtos foi avaliada em laboratório, na pele do antebraço de 20 consumidores, que aplicaram as loções a testar numa zona e um produto produzido em laboratório com elevado poder hidratante noutra. Foi ainda reservada uma área sem tratamento, para comparação.

Passadas duas semanas, com duas aplicações diárias, a zona sem tratamento estava menos hidratada do que no início. Em contrapartida, a pele que recebeu as loções testadas apresentava-se significativamente mais hidratada do que à partida, não havendo grandes diferenças face à área que recebeu o produto desenvolvido em laboratório.O efeito hidratante dos 11 produtos testados é idêntico, mas o preço não. Se optar pelas Escolhas Acertadas em detrimento do mais caro, o consumidor arrecada 10 euros por cada 250 mililitros. Feitas as contas, se uma família usar esta quantidade de loção por mês, a poupança face à média de preços dos restantes produtos testados ronda 57 euros.

Categories: Consumidor, Saúde